PUBLICIDADE
Caarapó

Juiz intercede e Estado garante comida a presos

Juiz Waldir Peixoto intercede junto ao Governo do Estado, para presos não ficarem sem comida.

| DOURADOSNEWS/CAARAPONEWS


 

 Apesar de não ser sua atribuição, o juiz de execuções penais de Caarapó, Waldir Peixoto Barbosa, intercedeu junto ao Governo do Estado para por fim à possibilidade de faltar comida aos presos da cadeia pública da cidade, que está com 78 detentos, número quase quatro vezes maior que sua capacidade.

 

 Ao tomar conhecimento do problema levado pelo delegado de polícia local, Joel José da Silva, o magistrado entrou em contato com a Secretaria de Receita e Controle do governo estadual e recebeu garantias de um repasse extraordinário ao fornecedor da comida, que teve seu crédito cortado nos estabelecimentos em que comprava os ingredientes para as refeições.

 

 Ele não está recebendo há meses do governo, mesmo assim manteve o fornecimento da comida. Mas a situação ficou critica depois que seus fornecedores – supermercado e açougue – decidiram não vender mais à prazo. Sem poder bancar sozinho, o fornecedor comunicou que não tinha mais condições de garantir as refeições diárias dos presos.

 

Caso o governo não sinalizasse com a resolução do problema, Waldir Barbosa já havia comunicado ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público e não descartava a adoção de medidas extremas, entre elas a soltura dos presos da cadeia pública. “Felizmente o bom senso e a boa vontade do governo estadual prevaleceram e o problema, a princípio, está resolvido”, observou o magistrado.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE