PUBLICIDADE
Caarapó

Corinthians garante melhor campanha e pega Fla nas oitavas da Libertadores

| TERRA


O Corinthians não precisou se esforçar muito para, nesta quinta-feira, vencer o Independiente Medellín por 1 a 0, no Pacaembu, garantir a vantagem de decidir todos os jogos que fizer na fase final da Copa Libertadores em casa e encarar o Flamengo nas oitavas de final.


Será o reencontro do Corinthians com o Flamengo na Libertadores. Na única vez em que se enfrentaram na competição continental, em 1991, o clube paulista não conseguiu vencer o rival na fase de classificação.


Além disso, será a chance de ver Ronaldo - poupado para melhorar a forma física - jogar contra seu time na infância. Apesar de ter jogado contra o Flamengo no Brasileiro, o atacante se machucou e saiu mais cedo de campo, frustrando todas as expectativas geradas no confronto.


Graças ao adversário limitado e à rapidez inicial do time que teve Iarley no lugar de Ronaldo, o Corinthians apostou nas jogadas pelas laterais, chutes de longa distância e teve Júlio César como um mero espectador da partida. O gol não demorou a sair e veio em uma sequência frenética inicada por Roberto Carlos, aos 21min do primeiro tempo.


Vivendo um bom momento no time, que já lhe garantem alguns pedidos para voltar à Seleção Brasileira, o lateral esquerdo corintiano arriscou um chute da intermediária e acertou o travessão. Na sobra, Iarley tocou para Dentinho que, travado, conseguiu um escanteio.


Na cobrança, Danilo cabeceou o cruzamento de Dentinho e o goleiro Bobadilla fez difícil defesa para seus zagueiros jogarem para o lateral. Mas o alívio se transformou em transtorno depois que Roberto Carlos jogou na área, William escorou e Valencia jogou contra a própria redes.


Era o gol que o Corinthians precisava para não sofrer um perigo maior de perder o posto de melhor campanha desta Libertadores e garantir a vantagem de decidir em casa os demais confrontos. E por isso o time começou a jogar para o gasto e administrar o resultado.


Bem menos insinuante, o Corinthians voltou para o segundo tempo sem o mesmo pique dos minutos iniciais. O Independiente Medellín até arriscou uma bola de fora da área para Júlio César justificar a sua entrada, mas a qualidade do espetáculo caiu. Com uma ou outra chance alvinegra que não resultou em gol, o Corinthians foi levando o jogo, sem sofrer pressão, até o apito final do árbitro.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE