PUBLICIDADE
Caarapó

Polícia Militar divulga estatísticas do 1º trimestre

Comandante diz que o baixo efetivo policial é um dos principais problemas em Caarapó

| CAARAPONEWS


Por André Nezzi

O Comandante do Pelotão da Polícia Militar de Caarapó, Tenente Marco Antônio Kobayashi, fez um balanço dos seus primeiros três meses frente à PM no município.
 

Conforme Kobayashi, a PM realizou 744 atendimentos de janeiro até o final de março, sendo na grande maioria policiamento ostensivo e preventivo (263), autos de infração (127) e autos de recolhimento de veículos (64).
  “A falta de educação dos condutores e o desrespeito no trânsito têm causado muitos acidentes, esse é um dos grandes problemas no município. Os motoristas precisam se adequar ao Código Nacional de Trânsito”, afirmou o comandante.
  Kobayashi creditou as constantes blitzes que tem ocorrido na cidade a esse grande número de ocorrências no trânsito e disse estar buscando alternativas. “Colocamos um policial para ser responsável para coordenar, organizar e dar palestras no intuito de melhorar e coibir certos abusos que vêm ocorrendo no trânsito de Caarapó”.
  Embriaguez seguida de violência doméstica também é outro crime que vem ocorrendo constantemente no município, conforme Kobayashi. Segundo comentou o tenente, a maior dificuldade encontrada é o baixo efetivo policial que tem a disposição. “É complicado. Temos 20 homens apenas para atender a cidade, seus dois distritos, a aldeia e ainda temos que nos desdobrar em eventos, festas, partidas de futebol e outros, onde temos que convocar policiais em seus dias de folgas”, observou.
  Para Kobayashi, o efetivo ideal para Caarapó seria de, no mínimo, 30 policiais. Porém, ainda de acordo com o comandante, a PM tem realizado um bom trabalho dentro das possibilidades. “Apesar das dificuldades e dos nossos limites estamos nos esforçando para fazer o nosso melhor”.
  O comandante revelou que pretende implantar o mais breve possível a filosofia de policiamento comunitário nos bairros carentes do município. Trata-se de uma parceria entre a população e a Polícia Militar que se baseia na premissa de que tanto a PM, quanto à população local, devem trabalhar juntas para identificar, priorizar e resolver problemas que afetam a segurança pública e dificultam o propósito de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. É preciso antever os problemas para evitá-los, estaremos indo aos bairros conversar com a comunidade e chamar atenção dos órgãos públicos, quanto aos problemas”, explicou.
    Apesar de ter enfrentando algumas turbulências nesses três primeiros meses, o comandante vê de maneira positiva o trabalho desempenhado até agora. “Como é de se observar, o nosso serviço é grande e apesar das dificuldades de material humano, conforme se pode notar em nossa estatística do primeiro trimestre de 2010, temos trabalhado duro para oferecer um serviço de qualidade a população”, finalizou. Confira o gráfico das ocorrências abaixo.



RELATÓRIO DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS REALIZADAS NESTE TRIMESTRE DE 2010.
 
CONTRA PESSOAS 61
CONTRA O PATRIMONIO 29
TRÁFICO DE ENTORPECENTE 05
PORTE ILEGAL DE ARMA 10
APOIO A OUTRO ORGÃO 23
POLICIAMENTO PREV E OSTENSIVO 263
POLICIAMENTO EM EVENTOS 21
CONTRA ESTADO 49
DOS CRIMES DE TRANSITO 25
AUTOS DE INFRAÇÃO 127
AUTO DE RECOL. DE VEICULOS 64
DOCUMENTOS RECOLHIDOS 27
ACIDENTE DE TRANSITO 40
 
  Totalizando assim 744 (setecentos e quarenta e quatro) atendimentos neste trimestre.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE