PUBLICIDADE
saúde

Como consumir pães sem comprometer os resultados da dieta

| ISTO É


Foto: Freepik

No café da manhã, em lanches da tarde ou em outras refeições, o pão costuma ser a escolha de muitas pessoas. No entanto, apesar de saboroso, esse alimento é considerado o “terror” de quem segue uma dieta, principalmente quando o objetivo é emagrecer. Ao “Insider”, especialistas defenderam esse carboidrato e deram dicas de como consumi-lo.

Segundo a nutricionista Rachael Hartley, a menos que seu médico ou nutricionista tenham recomendado cortar o consumo de pães, não tem motivos para o excluir do cardápio. “O pão é injustamente demonizado, mais do que muitas outras fontes de carboidratos“, disse à Insider.  

O pão é um alimento nutricional, fonte de energia e permite diferentes combinações no cardápio. “É um alimento básico em todo o mundo, e tem sido por milhares de anos. Isso porque nosso corpo precisa de carboidratos, pois é nossa principal fonte de combustível”, reforçou a especialista.

Não é “vilão”
Assim como os demais alimentos derivados da farinha branca, esse tipo de pão é menos nutricional, rico em açúcar e pode resultar em inflamação e ganho de peso. No entanto, nenhum alimento individualmente pode condenar uma dieta e seus resultados, pois isso consiste na alimentação como todo, bem como sua rotina de exercícios. De forma individual, o pão não é o “inimigo” da balança. De acordo com nutricionistas, a maior fonte de calorias está no excesso de acompanhamento, como manteiga, queijos, geleias e frios. 

A nutricionista Brigitte Zeitlin indicou optar pela moderação ou opções integrais, porque serem menos processadas que a farinha branca, além de conter mais fibras, vitamina B, magnésio e outros nutrientes.

Consumo diário
Consumir pães (brancos ou integrais) diariamente é possível, desde que não haja excesso e prefira optar por acompanhamentos saudáveis ​​e ricos em nutrientes, como abacate, ovos, atum, salmão e cream cheese.

“Se você acha que cortar carboidratos é o mais eficaz, mas faz você ‘morrer por dentro’, não faça isso”, indicou o nutricionista Georgie Fear.

Com moderação e equilíbrio, é possível conquistar seus objetivos com uma dieta que inclua o que te satisfaz sem deixar de ser saudável. Afinal, restrição pode resultar em compulsão.

Mesmo com essas dicas, o melhor a se fazer é procurar por um nutricionista que te prescreva uma dieta de acordo com suas especificidades. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE