PUBLICIDADE
Geral

Jornalista Leila Cordeiro acusa TV de recusar seu trabalho por ser velha


A jornalista Leila Cordeiro, de 53 anos, está revoltada com a falta de espaço para ela na TV brasileira. Na década de 1980, ela apresentava o Jornal da Globo, ao lado do marido, Eliakim Araújo.


O sucesso era tanto que os dois até tinham uma paródia no humorístico TV Pirata. Nos anos 90, o casal apresentou o Jornal da Manchete, na extinta emissora da família Bloch. Depois, eles se transferiram para o SBT, onde chegaram a ancorar o Aqui Agora.


Leila resolveu postar em seu blog na internet, nesta segunda (26), um grande post, intitulado Desabafo profissional.


Ela afirmou que está cansada de pedir emprego nas emissoras brasileiras e não ter uma chance sequer de mostrar seu trabalho. 


Em meados dos anos 1990, Leila e Eliakim foram morar nos EUA, onde ela trabalhou na emissora CBS. Leila afirmou que permaneceu por lá por causa da “educação das crianças”, os filhos Ana Beatriz e Lucas, hoje com 26 e 18 anos, respectivamente.


- Não sou ingênua para pensar que, depois de tantos anos fora do mercado de jornalismo de TV no Brasil, meu lugar estaria ali, intacto, esperando a minha volta depois de eu ter resolvido minhas opções pessoais [...] Sei que a fila andou e eu, com certeza, estou nos últimos lugares dela por ter ficado afastada tanto tempo. Essa é a penalidade máxima do mercado e pronto!


A jornalista ainda desabafou, dizendo que muitos que trabalham atualmente na televisão não sabem quem ela é. 


- O mais frustrante é quando aqueles que não conhecem seu passado e o que você representou para o público, a ignoram, tratando-a como de “só menos importância”. Essa gente acha que chegou para revolucionar o telejornalismo e inventar a roda. Sei... Já vi esse filme antes várias vezes, até mesmo quando tinha prestígio no mercado! Vão “brilhar”até que apareça alguma outra estrela com brilho maior.


Leila conta que ofereceu seus serviços de repórter correspondente na Flórida a várias emissoras brasileiras, e, em todas, teve “as portas fechadas na cara”. Ela ainda diz que não se sente velha para aparecer na TV.


- Tenho 53 anos. Repito, 53 anos e estou mais disposta do que nunca. Nos EUA mulheres americanas com mais de 60 tem sido contratadas para assumir postos importantes no telejornalismo sem terem que se preocupar com as rugas a mais e sim, dar o recado da experiência.Por isso, estou aqui, para desabafar sobre a minha luta.


Nesta terça (27), Leila agradeceu às manifestações de carinho dos leitores que comentaram seu desabafo em seu blog.


- Vocês fizeram nosso dia mais feliz e deram-me a certeza de que estou no caminho certo.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE