PUBLICIDADE
Geral

Projeto proíbe pulseirinha do sexo em escolas de MS

| MS NOTíCIAS


Depois da Câmara de Vereadores de Campo Grande, agora tramita na Assembléia Legislativa projeto de Lei que proíbe o uso de pulseirinhas coloridas que ficaram conhecidas como “pulseirinhas do sexo” em escolas públicas e privadas de todo o Mato Grosso do Sul.


No caso das escolas públicas, se a regra for descumprida cabe procedimento administrativo e para as privadas a multa vai de R$ 500,00 a R$ 2 mil e o estabelecimento ainda fica sujeito à suspensão do alvará de funcionamento por 30 dias.


A proposta foi apresentada pelo deputado Maurício Picarelli (PMDB) e ainda precisa de aprovação na Assembléia.


Após violência sexual e até morte envolvendo adolescentes que usavam os adereços em outros estados brasileiros, a discussão ganhou proporção nacional.


As pulseiras se tornaram um código entre os adolescentes. Cada cor da pulseira de silicone indica até que ponto o contato sexual pode chegar.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE