PUBLICIDADE
Política

########################

Pelos cálculos do vereador, cada agenda teria custado algo em torno de R$ 56

| CAARAPONEWS


Por André Nezzi

O vereador Edson Baratella, o “Pontinha” (PT), encaminhou na manhã de hoje ao CaarapoNews notas de requisição de material de duas escolas públicas de Caarapó que, segundo ele, comprovam o superfaturamento na confecção de agendas bancadas pelo governo estadual e distribuídas nas escolas.

(Leia mais sobre esse assunto aqui)
 

  A publicação, um livro didático, teria recebido as agendas, produzida pelo Detran, num pacote com uma nota indicando o preço de cada didático. Em uma das notas aparece à quantidade de agendas entregue (528) e o valor delas (R$ 29.568,00). Na outra, de uma escola diferente a quantidade de didáticos foi 308 e o valor pago teria sido de R$ 17.248,00.
    Pelos cálculos do vereador, cada agenda teria custado algo em torno de R$ 56 conforme mostra a nota. “Isso é um absurdo, pesquisei nas livrarias da cidade e o valor de materiais parecido com esses gira em torno de R$ 5”, disse Pontinha.
    A polêmica que teve início em Caarapó chegou até a Assembléia Legislativa na manhã de ontem. De posse desta informação, o deputado estadual Pedro Kemp, do PT, provocou dura discussão com a base de sustentação do governo André Puccinelli, do PMDB.


  O deputado petista levou ao plenário a agenda em questão e a exibiu aos parlamentares.
    Na manhã de hoje, o deputado, ao entregar um requerimento à mesa da Assembléia Legislativa pedindo que a Secretaria de Educação dê informações sobre a confecção das agendas, travou mais uma discussão com a base aliada do governo.
    O requerimento de Kemp foi entregue ao deputado Maurício Picarelli (PMDB), que presidia a sessão no momento. Picarelli questionou que o deputado petista deveria apresentar a nota fiscal que comprovasse o superfaturamento. Kemp informou que não entregaria o documento da escola com a denúncia para que não houvesse perseguição.
  Após isso, o presidente da Assembléia, Jerson Domingos (PMDB), também da base aliada, assumiu o comando da sessão e informou que o requerimento do deputado será acolhido. (O nome das escolas foram preservados)

     

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE