PUBLICIDADE
Caarapó

PRF apreende 725 quilos de cocaína em Jardim

| DOURADOSNEWS


Terminou na noite de ontem a pesagem da cocaína apreendida nesta manhã de ontem, Polícia Rodoviária Federal no posto policial em Jardim. O entorpecente totalizou 725 quilos e 800 gramas. Foi a maior apreensões já feitas em Mato Grosso do Sul.


A carga de cocaína pura estava escondida em pacotes de carne congelada e seria encaminhada ao interior paulista no caminhão frigorífico Ford Cargo, com placas CPI-9573, de Pirapozinho (SP), dirigido por Olávio Pereira da Silva, de 32 anos.


Ao perceber a presença de policiais, Olávio fugiu do local e continua foragido, de acordo com informações policiais. A polícia levou a carga até o posto policial em Terenos para comprovar a qualidade da droga. O teste com reagente químico realizado pelos policiais indicou o alto grau de pureza da droga.


De Terenos, a droga foi levada para Campo Grande com escolta policial, inclusive utilizando helicóptero da PRF. A Polícia Federal recebeu a carga e investiga o caso.


Segundo informou a PRF, o transporte de drogas em caminhão frigorífico é considerado atípico. A legislação sanitária proíbe a abertura de pacotes de carne para fiscalização.
 

 

Pato Donald

A droga estava divida em tabletes de cocaína com estampas do desenhado animado do Pato Donald, acompanhadas do número 13. A estampa e número são referentes aos grupos que traficam a droga. A polícia não soube informar a qual grupo pertencia a cocaína.


O chefe do setor de policiamento da PRF, Luis Sérgio Pinheiro explica que esta é uma das táticas dos traficantes no Estado.


"Esta é uma forma que o crime organizado tem utilizado para o tráfico, já que para o transporte de alimentos refrigerados a legislação sanitária não permite abrir o baú frigorífico a qualquer momento, então a fiscalização somente faz esse tipo de revista quando há algum indicio de irregularidade", disse.


 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE