PUBLICIDADE
Geral

Falso padre celebra missas durante dois anos em igreja de SP

| FOLHA ONLINE


A Igreja Católica afastou um falso padre que ministrou por dois anos missas, casamentos e batismos na paróquia de São Pedro e São Paulo, a maior igreja do bairro do Morumbi, na zona oeste da capital paulista. A farsa de José Francisco de Lima só foi descoberta pela desconfiança de um fiel, que levou a igreja a investigar o caso. Em comunicado afixado no final de abril na porta da igreja, o bispo Luiz Antônio Guedes alertou os fieis de que Lima não é sacerdote e não está autorizado a celebrar missas e ministrar sacramentos.


A diocese não informou como foi enganada e quais seriam as motivações do falso padre. Possivelmente ele faria parte de uma dissidência da Igreja Católica Apostólica Romana, a Igreja Católica Brasileira. De acordo com o padre Geraldo Martins Dias, da área de comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), os sacramentos ministrados por falsos padres são inválidos. A direção da igreja, entretanto, tranquilizou os fieis, garantindo a validade.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE