PUBLICIDADE
Caarapó

Polícia prende suspeita de jogar filha recém-nascida no lixo

| FOLHA


Uma faxineira de 21 anos foi presa na noite de quarta-feira (19) sob suspeita de jogar a filha recém-nascida no lixo logo após o parto na região do Jaçanã, na zona norte de São Paulo. A criança foi localizada já morta pelos policiais e a mãe foi indiciada por ocultação de cadáver.


Segundo informações da SSP (Secretaria de Segurança Pública), policiais militares foram acionados por volta das 18h30 para atender um chamado na AMA Jardim Joamar, onde a mulher teria procurado assistência. No local, os policiais foram informados de que ela deu à luz uma menina no início da tarde no açougue em que trabalha.


Ela também teria afirmado a um médico que jogou o bebê em um lixo. Os policiais foram até o local indicado e localizaram o corpo da criança. A SSP afirmou que a jovem confessou ter jogado o bebê, mas destacou que só o fez por achar que a criança já estava morta. A faxineira foi encaminhada para a carceragem do 73º DP (Jaçanã).


A Polícia Civil solicitou perícia para o local onde o corpo da criança foi encontrado e para o açougue onde teria ocorrido o parto. Ferramentas que podem ter sido usadas para cortar o cordão umbilical também foram apreendidas.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE