PUBLICIDADE
Caarapó

PRF apreende carros com quadrilha liderada por advogado

| CAMPOGRANDENEWS


Agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) prenderam membros de uma quadrilha de roubo de carros na madrugada de hoje.



Eles tentavam levar dois veículos roubados até Miranda. A quadrilha era liderada por um advogado de 27 anos, que mora na cidade de São Paulo.



No km-383 da BR-262, os policiais apreenderam o Corolla de placas EMT- 0693 (SP), roubado em São Paulo no dia 20 de maio.



O carro era conduzido pelo advogado e foi abordado por volta das 3h. No “comboio” da quadrilha, além do Corolla, também estavam um Honda Civic e um Corsa.



O Civic de placas DZK – 5710 (SP), roubado em Campinas no dia 18 de maio, era conduzido por um pizzaiolo de 27 anos. Atrás dos dois sedans, seguia um Corsa com dois ocupantes: um tratorista de 24 anos e um vigilante de 41. O carro serviria para a logística da quadrilha, trazendo-os de volta após a venda.



O advogado assumiu os crimes e disse que “fez a correria sozinho”, de acordo com a PRF. Na sua versão, ele teria comprado os dois carros por R$ 13 mil cada, sem saber que eram roubados, e iria vendê-los em Miranda. Para ajudar na transação, contratou os três homens, que nada saberiam do roubo.



O bando usava documentos verdadeiros nos carros. Eles trocaram as placas dos veículos para despistar, mas na checagem foi constatado que ambos os papéis tinham ocorrências de furto.



Todos foram encaminhados para a Defurv (Delegacia Especializada de Furtos de Veículos), em Campo Grande. O único que possuía passagem era o pizzaiolo, que cumpre prisão em regime semi-aberto em São Paulo.



Fronteira Sudoeste - Outro caso parecido foi registrado no km-670, da BR 060,às 18h10 de ontem, no município de Bela Vista.



O Saveiro, placa DRB-7737/SP, com registro de furto na cidade de Santos/SP, em 2009 foi apreendido pela PRF.



O veículo era conduzido por B.F.S., 22 anos, sem trabalho, e o passageiro L.L.M.A, 18 anos. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil local.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE