PUBLICIDADE
Caarapó

Paróquia Senhor Bom Jesus de Caarapó realiza a campanha Cerco de Jericó

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus

| CAARAPONEWS


Católicos da Paróquia Senhor Bom Jesus de Caarapó, que pertence à Diocese de Dourados, realizaram no período de 16 a 23 de maio, na Comunidade São Francisco de Assis (Vila Planalto), a campanha Cerco de Jericó. O encontro misturou celebrações eucarísticas, orações e louvores, com participação de milhares de fiéis.
 

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capítulo 6 do livro de Josué. O texto sagrado relata que,antes de chegar à Terra Prometida, o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó que o impediam de prosseguir a caminhada. Obedecendo a voz de Deus, Josué, sucessor de Moisés e líder do povo, convidou os Israelitas a orarem durante sete dias e sete noites rodeando as muralhas de Jericó, tendo à frente a Arca da Aliança, sinal da presença de Deus que caminha com seu povo.
 

Josué e os Israelitas acreditaram na promessa divina de que no sétimo dia, durante a sétima volta, as muralhas cairiam e eles alcançariam a vitória, coisa que de fato aconteceu porque o Senhor é fiel e cumpre suas promessas.
 

Repetida contemporaneamente, a campanha tem o objetivo de dar oportunidade para os cristãos no sentido de se colocar diante de Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento e, confiantes no poder da oração, pedem que Ele derrube as muralhas que os impedem de tomar posse de uma vida mais santa e feliz.
 

Cantos, louvores e testemunhos fazem parte da rotina do Cerco. Para a dona-de-casa Maria Ferreira Nogueira, ir ao encontro significou orar e agradecer pelas coisas boas em sua vida. “Fui para pedir e agradecer, mas mais para agradecer”, contou, emocionada.
 

Paulo Sérgio Campos, um dos coordenadores do encontro, observou que “isso prova que cada vez mais as pessoas querem Jesus no coração. Antigamente, algumas pessoas tinham vergonha de dançar na igreja e, hoje, sabem que a dança faz parte do louvor. Isso é uma expressão corporal que mexe com o espírito.” O importante, segundo ele, é que as pessoas continuem orando e pedindo que Cristo “quebre suas muralhas.” “Os brasileiros têm fé e esta fé faz as pessoas acreditarem na certeza da vitória”, enfatizou.
 

No encerramento da campanha, o pároco Pedro Alves Mendes agradeceu aos participantes do encontro, destacando que “o Senhor fez em nós maravilhas. Sete dias de oração, adoração ao Santíssimo Sacramento, pregação, louvor, apresentação, Santa Missa, curas, milagres e prodígios. Que graça! Que bênção! Obrigado a todas as pastorais e lideranças, a todos que de uma forma ou de outra fizeram este cerco acontecer. Quantas coisas bonitas você pôde presenciar e viver nestes dias conosco. Recebemos pedidos de oração de várias pessoas. Continuaremos orando por todos os pedidos. E tenha a certeza: Posso tudo posso naquele que me fortalece.” Citando o Livro de Josué, o sacerdote exortou os fiéis para que “sejam fortes e corajosos. Tenham ânimo. Não se atemorizem; não tenham medo, porque o Senhor está com vocês em qualquer parte para onde forem.”

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE