PUBLICIDADE
pelo mundo

Biden anuncia novo pacote de segurança de US$ 100 milhões para a Ucrânia

O pacote mais recente eleva a assistência militar total dos EUA à Ucrânia para aproximadamente US$ 3,9 bilhões em armas e equipamentos

| CNN BRASIL


Presidente dos EUA, Joe Biden. Foto: REUTERS/Leah Millis

O governo de Joe Biden anunciou mais um pacote de segurança de US$ 100 milhões para a Ucrânia na quinta-feira (19), enquanto o presidente deve assinar um projeto de lei autorizando mais bilhões em assistência.

A assistência de segurança adicional que “fornecerá artilharia, radares e outros equipamentos adicionais à Ucrânia, que eles já estão usando tão efetivamente no campo de batalha”, disse Biden em comunicado.

“Essas armas e equipamentos irão diretamente para as linhas de frente da liberdade na Ucrânia e reiteram nosso forte apoio ao bravo povo da Ucrânia enquanto defendem seu país contra a agressão contínua da Rússia.”

O secretário de Estado Antony Blinken também divulgou um comunicado.

“Estou autorizando nosso décimo repasse de armas e equipamentos adicionais para a defesa da Ucrânia dos estoques do Departamento de Defesa dos EUA, avaliados em até US$ 100 milhões”, disse ele em comunicado.

O pacote mais recente eleva a assistência militar total dos EUA à Ucrânia para aproximadamente US$ 3,9 bilhões em armas e equipamentos desde o início da invasão russa.

“Os Estados Unidos, assim como mais de 40 aliados e países parceiros, estão trabalhando dia e noite para agilizar os embarques de armas e equipamentos essenciais para a defesa da Ucrânia”, disse Blinken.

Isso ocorre após a Casa Branca alertar que qualquer atraso na autorização de financiamento adicional para a Ucrânia poderia levar a interrupções nos envios de armas e equipamentos.

O governo Biden trata como prioridade máxima enviar remessas para a Ucrânia o mais rápido possível, reduzindo o processo de aprovação e entrega de semanas para dias.

Mas as autoridades alertaram que o dinheiro do último pacote de financiamento suplementar estava acabando e que o Congresso precisava agir rapidamente para manter o fluxo de remessas de armas críticas.

O anúncio do mais recente pacote de segurança ocorre quando Biden deve assinar uma nova lei de ajuda de US$ 40 bilhões, aprovada pelo Senado também nesta quinta-feira.

Inclui US$ 11 bilhões em autoridade presidencial de saque, em que os EUA retiram diretamente dos estoques americanos para enviar armas para a Ucrânia, bem como outros US$ 6 bilhões para a Iniciativa de Assistência à Segurança da Ucrânia, onde o Pentágono contrata fabricantes de armas para a Ucrânia.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE