PUBLICIDADE
terenos

Irmão de músico morto em acidente diz que carro estava com direção quebrada

Adjaldo Garcia Custódio, de 38 anos, seguia sozinho em um Hyundai HB20 a caminho da Escola Estadual Antônio Valadares

| CAMPO GRANDE NEWS


Adjaldo se apresentava como Eduardo, da dupla com Henrique, formada com o irmão. (Foto: reprodução / redes sociais)

Almir Regis Garcia Custódio, de 39 anos, irmão do músico Adjaldo, morto em acidente na tarde do último sábado (2) em Terenos, disse na delegacia “ter percebido que o carro conduzido pela vítima estava com a barra de direção quebrada”.

Ele não soube dizer se o dano foi o motivo do acidente ou se o irmão perdeu o controle, batendo em algum objeto, situação que causou o estrago na barra de direção. Segundo registro policial sobre o caso, “por enquanto nada pode se confirmar até a constatação e o laudo pericial”.

Adjaldo Garcia Custódio, de 38 anos, seguia sozinho em um Hyundai HB20 a caminho da Escola Estadual Antônio Valadares, em Terenos, onde iria cantar numa festa junina, quando perdeu o controle da direção e caiu de uma ponte de concreto próxima à sede do assentamento Santa Mônica.

Ele se apresentava como Eduardo, da dupla com Henrique, formada com o irmão. No local do acidente, um dos trechos da pista sobre a ponte possui grade de proteção, mas do outro lado não. O carro com Adjaldo caiu no lado em que não havia guard rail.

Nas redes sociais, amigos se manifestaram em homenagem ao artista em suas redes sociais.  "Combateu o bom combate. Que Deus o receba de braços aberto, meu irmão. Só Deus sabe como meu coração chora sua partida repentina. Lembro como se fosse hoje a primeira música que me ensinou tocar no violão 'vida vazia', postou Victor Fernandes.

"Com muita tristeza recebi a notícia do falecimento do amigo Adjaldo (Eduardo) da dupla Henrique e Eduardo. Um cara do bem e muito talentoso! Henrique e Eduardo me deram a oportunidade de começar a tocar profissionalmente. Estivemos juntos em vários eventos e 'moagens', sempre com muita moda boa!", escreveu Flávio Coelho.

O cantor foi velado neste domingo (3) em Campo Grande, na igreja Assembleia de Deus do Monte Castelo, na Avenida Monte Castelo, nº 1.451. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE