PUBLICIDADE
Caarapó

Dupla de sucesso nacional, Maria Cecília e Rodolfo retorna à Capital

| MIDIAMAX


Depois de um 1 ano e 2 meses sem se apresentar em Campo Grande, a dupla Maria Cecília e Rodolfo retorna à Capital para um show no próximo domingo (13), no Parque de Exposições Laucídio Coelho, durante o 8º Arraial de Santo Antonio. Hoje, durante uma coletiva, a dupla falou sobre a carreira e os novos projetos para este ano e 2011.

A dupla está concorrendo ao prêmio Multishow em duas categorias: melhor dupla e melhor música.

Este ano, a dupla tem dois projetos principais: o primeiro é a participação na gravação do DVD de comemoração dos 40 anos da dupla Chitãzinho e Xororó, que vai ser realizado no dia 27 de julho, em São Paulo (SP) e o mais importante, a gravação do DVD do segundo DVD da dupla, que também será feito em São Paulo, na casa de show Espaço da Américas, no dia 14 de agosto.

De acordo com Maria Cecília, 24, a gravação será na capital paulista por conta do espaço e da estrutura que o local onde será feito oferece.

Para a gravação deste segundo DVD, a dupla lançou um CD promocional com 12 musicas, sendo 11 inéditas e uma regravação, a música “como eu quero”, da banda Kid Abelha. A nova música de trabalho de Maria Cecília e Rodolfo é a “Os dias vão”, que já sendo executada nas rádios.

Para os fãs da dupla em Mato Grosso do Sul, Maria Cecília e Rodolfo já estão planejando a gravação de um terceiro DVD e desta vez será em Campo Grande. A data não foi divulgada.

Com relação às musicas que gravam, a dupla afirmou que canta o que gosta e que valoriza as canções dos compositores do Estado. “ A gente grava o que a gente gosta e gostamos das composições dos compositores daqui”, afirmou Maria Cecília destacando as composições de Max Santana, Marco Aurélio, Júnior Braga e Mauricio.

De acordo com Rodolfo, 25, ele e Maria Cecilia começaram a compor, mas ainda não estão prontas para serem gravadas. “Já estamos compondo, a Maria já está escrevendo eu também, mas ainda estão no começo”, brincou o cantor.

Sertanejo Universitário

Questionados sobre o preconceito com a relação ao sertanejo universitário, a dupla acredita que essa fase já acabou e que o estilo musical está mais que consolidado. “Hoje o sertanejo universitário é o que mais une as tribos. Quem curte pagode, quem curte eletrônico, também vai aos shows das duplas de sertanejo universitário”, ressaltou.

Namoro

Durante a coletiva, a dupla falou sobre o namoro deles e como isso mudou a rotina nos shows.” Agora em todo o show o publico grita: beija, beija, beija. O nosso namoro também mudou um pouco as coletivas, já que esse assunto sempre é perguntado”, afirmou Maria Cecília.

Correria

Com uma média de 22 shows por mês, a dupla sul-mato-grossense já se apresentou em várias regiões do Brasil, desde o Rio Grande do Sul até o Pará. Para este mês, por exemplo, estão agendados shows nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e Sergipe.

Os cantores estão se preparando para dar inicio a carreira internacional. No mês de novembro, Maria Cecília e Rodolfo farão três shows nos Estados Unidos, nas cidades de Nova York, Boston e Miami.

Das cantorias nos corredores da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), onde estudavam zootecnia, a apresentações no programa da Hebe e Domingão do Faustão, Maria Cecília e Rodolfo conseguiram atingir o sucesso com menos de 3 anos de carreira. Eles ficaram conhecidos com a música “Você de volta”.

Rodolfo, durante a coletiva nesta tarde no Novotel, lembrou do começo da carreira, de quando eles ainda tocavam para um público pequeno nos barzinhos da Capital e fez uma comparação com a situação atual da dupla. “Tocamos em vários barzinhos da Capital, onde conseguimos ficar conhecidos aqui na cidade e hoje tocamos em vários lugares do país. O começo aqui em Campo Grande foi muito importante para nós”, enfatizou o cantor destacando que o marco da dupla foi a gravação do primeiro CD em 2008.

Mesmo com esse repentino sucesso, de acordo com Rodolfo, ele e a Maria Cecília já estão acostumados com essa rotina de vida de artista. “Esses dias o Edson [ex-dupla Edson e Hudson] me perguntou se a gente não cansa de toda hora os fãs quererem tirar foto. Eu disse para ele que é muito gratificante receber o carinho de quem gosta do nosso trabalho. O ruim vai ser quando eles não quiserem mais tirar foto com a gente”, brincou o cantor.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE