PUBLICIDADE
pedido de perdão

Guilherme de Pádua reaparece em vídeo e toma atitude com Gloria Perez

| RD1


Foto: Reprodução

Guilherme de Pádua, depois de ter garantido que não tocaria mais no assunto, não apenas relembrou a morte de Daniella Perez como admitiu ter assassinado a filha de Gloria Perez. A novelista foi alvo do discurso do ator, assim como Raul Gazolla, viúvo da atriz.

O assassino começou com um pedido de perdão a Gloria e Raul. “Eu te peço perdão por todo o sofrimento que te causei. Jamais esqueci daquele encontro na carceragem, nunca esqueci”, disse.

“Raul Gazolla, eu te peço perdão, nunca esqueci do dia que fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até mim, me abraçou chorando. Ali vi que era a pior pessoa do mundo”, disparou.

Guilherme de Pádua atacou cristãos. “Muitas pessoas, inclusive algumas que se dizem cristãs, têm me julgado e declarado que não acreditam na minha conversão porque não viram um vídeo meu com um pedido de perdão para a família, os amigos, as pessoas que fiz sofrer com o crime que cometi”, expôs.

“Ainda que pareça estranho um cristão ‘lacrar’ ao julgar que outra pessoa não é cristã de verdade, não tiro a razão de quem duvida da minha conversão”, ponderou.

Em vídeo, Guilherme de Pádua admite que não é normal
Guilherme confessou que não é uma pessoa normal, pois “alguém que cometeu um crime tem mil pensamentos que não são comuns”. Ainda sobre o perdão, o assassino de Daniella Perez entendeu que “esse pedido de perdão talvez não vá significar nada”, e completou:

“Não que isso vá realmente gerar um perdão, porque um perdão é um dom de Deus, tem mais a ver com quem perdoa do que com quem é perdoado. Se estivesse no lugar de vocês, provavelmente, não perdoaria. Então, não espero, mas deixo registrado”.
Guilherme de Pádua afirmou que nos primeiros anos após o assassinato, passou noites “tentando” um contato com Daniella Perez.

“Não conhecia a Bíblia, principalmente aquela passagem que Jesus diz sobre o Rico e Lázaro, ali ele explica que não há esse contato. Quando conheci essa passagem bíblica, vi que isso é da minha cabeça, e são tantos conflitos”, finalizou.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE