PUBLICIDADE
Geral

Técnico do Arsenal "cutuca" Dunga e prevê Brasil fora da semi

| TERRA


Maiores campeões da história da Copa do Mundo, Brasil e Itália decepcionarão na África do Sul. Pelo menos essa é a opinião do técnico do Arsenal, o francês Arsene Wenger, que criticou as opções de Dunga e a "velhice" do elenco italiano, cravando: os semifinalistas da competição serão Espanha, Argentina, Inglaterra e Holanda.
 

O experiente francês, 60 anos, admitiu, em entrevista ao jornal italiano La Stampa, que a Seleção "é forte e tem um grande jogador como Kaká", porém não se mostrou confiante nas chances da equipe porque Dunga preferiu "a solidez tática à criatividade".
 

Assim, ele avaliou que, enquanto no passado a equipe tinha "três ou quatro jogadores capazes de inventar o impossível, desta vez não".
 

Fora os pentacampeões mundiais, Wenger também tirou do grupo dos favoritos os tetracampeões. Ele apontou que a Itália não tem chances de repetir o título de 2006 pois lhe "falta talento" e Marcello Lippi é conservador, apostando em jogadores "velhos" como Alberto Gilardino, 27 anos, e Gianpaolo Pazzini, 25.
 

Embora citados pelo treinador do Arsenal, os dois atacantes estão longe de ser os mais experientes do elenco italiano, que conta com o zagueiro Fabio Cannavaro, 36 anos, e o meio-campista Mauro Camoranesi, 33.
 

Wenger, que não aposta alto também na seleção de seu país, comanda o Arsenal desde 1996. Nesse período, ele ganhou o Campeonato Inglês por três vezes e a Copa da Inglaterra por quatro. Na Liga dos Campeões da Europa, chegou ao segundo lugar na temporada 2005/06, quando perdeu para o Barcelona.
 

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE