PUBLICIDADE
Caarapó

MS: Homem mata vizinho a facada após reclamação de som alto

| CAMPO GRANDE NEWS


Adriano Augusto Ribeiro Ajala, 33 anos, foi morto a facada no início da noite de ontem, na região do Santo Amaro, em Campo Grande, após discutir com vizinhos por conta do volume do som no carro do rapaz.


O rapaz chegou a ser levado para o posto da Vila Almeida, mas não resistiu ao ferimento. A facada atingiu o coração.


Reginaldo Alexandre da Silva, 40 anos, que é dono de um espetinho, foi preso em flagrante, levado para a Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento Comunitário), ouvido e liberado porque alegou legítima defesa, versão confirmada por várias testemunhas. Foi ele próprio que acionou a PM. A faca não foi encontrada.


Som alto – Por volta de 19 horas a PM foi acionada para ir à rua Constantinopla, alertados de que um torcedor havia se excedido no volume do som em seu carro, um VW/Gol, segundo testemunhas que comemoravam o resultado do jogo da seleção brasileira em uma casa vizinha. Na casa estava Adriano, exalando forte odor etílico. Os policiais solicitaram que ele baixasse o volume do som e ele o fez.


Pouco depois a PM recebeu um chamado de lesão corporal dolosa e ao chegar na rua Miranda, próximo da casa em que estava Adriano, o encontraram ferido a golpe de faca.


Briga – Segundo testemunhas, pouco depois que os policiais solicitaram que Adriano baixasse o volume do som, ele teria corrido atrás da namorada, bastante exaltado.


Assistindo à cena, Reginaldo e outra pessoa foram atrás. Adriano teria se irritado e questionado o que os dois estavam olhando. Eles voltaram para o espetinho.


Acompanhado do irmão, um homem de compleição forte, Adriano foi tirar satisfação com Reginaldo. Em determinado momento o irmão de Adriano foi tentar separar os dois, que caíram. Ao levantar Reginaldo pegou a faca da barraca de espetinho e golpeou Adriano.

Ele foi levado para o posto de saúde da Vila Almeida, mas não resistiu.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE