PUBLICIDADE
Caarapó

Indígena é assassinado pelo próprio cunhado na Te'Yikuê

O acusado encontra-se preso na cadeia pública de Caarapó a disposição da justiça

| CAARAPONEWS


Por André Nezzi

O indígena Gaudio Paim, 25 anos, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (17), em uma estrada vicinal na aldeia Te’Yikuê em Caarapó.
 

  O corpo da vítima foi encontrado por lideranças indígenas com um ferimento ocasionado por disparo de arma de fogo nas costas e outro, com uma arma branca, na altura peito.
    Conforme informações de testemunhas, Paim estava desaparecido desde a última segunda-feira (14), quando teria saído para beber cachaça juntamente com seu cunhado Alanir Garcia (29) - acusado de ser o autor do homicídio – e não mais voltou.
    De posse dessa informação, a Polícia Civil encontrou e prendeu o acusado. Em depoimento ao delegado Luís Milani, ele disse que a vítima teria tomado sua arma, um revólver 38, e teria cometido suicídio. Porém, a perícia constatou que o disparo teria sido efetuado nas costas da vítima e que Alanir provavelmente tentou forjar a cena do crime, fazendo uma perfuração no peito de Paim com uma faca.
    Ainda conforme a Polícia, a vítima é testemunha em um crime de estupro ao qual  Alanir também é acusado e esse pode ter sido o motivo do crime.
    Alanir encontra-se preso na cadeia pública de Caarapó a disposição da justiça

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE