PUBLICIDADE
Política

Justiça manda afastar prefeito que sofreu derrame e perdeu memória

| MIDIAMAX


O juiz Fernando Moreira Freitas da Silva, por força de liminar, afastou o prefeito de Jaraguari, cidade distante 43 km de Campo Grande, Albertino Nunes Ferreira, do PDT, informou a assessoria de imprensa do Ministério Público de Mato Grosso do Sul.
 

De acordo com a decisão provisória, o prefeito sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral), doença que tem comprometido sua memória, e o filho dele é quem estaria administrando a cidade. O magistrado determina que o vice-prefeito assuma o município.
 

O afastamento de Ferreira foi solicitado por meio de ação civil pública movida pela promotor de Justiça Rodrigo Corrêa Amaro.
 

Na ação do MPE aparecem depoimentos de testemunhas sustentando que o prefeito, “além da perda de memória, desorientação, ausência de noções de espaço e tempo, ainda apresenta idéias desconexas”. Um exemplo: o prefeito teria felicitado recentemente os vereadores com um “feliz natal”, numa sessão solene realizada na Câmara Municipal. O prefeito teria sido visto numa rua do município agindo como se fosse um líder religioso.
 

Ainda de acordo com a ação, o filho do prefeito, César Augusto de Novaes Ferreira, eram quem estaria administrando a cidade. O pai apenas estaria assinando documentos.
 

Ficou determinado liminarmente que o prefeito deixe o cargo e que o vice-prefeito assuma a chefia do Executivo. Albertino ainda terá que passar por perícia médica que ateste sua capacidade mental. Ele tem a oportunidade de recorrer da decisão e poderá apresentar defesa em até 15 dias.
 

A cidade de Jaraguai possui cerca de 6 mil habitantes, volume 33 vezes menor do que a população bovina da região. (com informações da assessoria do MPE/MS)

iniciaCorpo("15;12;16;13;17;14;18;15");

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE