PUBLICIDADE
Caarapó

Médico atira contra a ex-mulher e depois mata a própria filha

| TERRA


O ginecologista Afrânio Maia de Almeida, 33 anos, atirou contra a ex-mulher Luciane Conceição Ferrassoni, 28 anos, depois matou a própria filha de 6 anos, Maria Clara Maia, com um tiro na cabeça e em seguida se suicidou, segundo informou a Polícia Civil.
 

O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira, em Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso, no bairro Ribeirão do Lipa. As investigações trabalham com hipótese de crime passional, pois o casal tinha se separado há pouco tempo.


De acordo com a polícia, Almeida foi à casa da ex-mulher onde atingiu com um tiro a perna dela. Logo em seguida, foi ao quarto da filha e atirou na cabeça da menina, que morreu na hora. Luciane passa bem e está internada no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.


A família do médico ginecologista emitiu um comunicado à imprensa informando que Afrânio Almeida "era um filho amoroso, pai carinhoso, irmão atencioso, médico dedicado". "Todas as vezes que mencionava a pequena Maria Clara era com orgulho e amor. Não entendemos os motivos que o fizeram crer ser a morte a saída para qualquer problema", diz a nota.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE