PUBLICIDADE
Caarapó

Ladrões levam veículo da Força Nacional

queixa do furto foi registrada pelo cabo/PM cearense João de Sousa Maurício

| WALDEMAR GONçALVES - RUSSO


Desconhecidos furtaram na manhã da última sexta-feira (2), em pleno dia, na área central da cidade, um automóvel que vinha sendo utilizado pela Força Nacional de Segurança.

O crime ocorreu por volta das 7h30, porém somente foi registrado às 9h21 no 1º DP (Distrito Policial) e o caso para não ficar no constrangimento vinha sendo mantido sob sigilo.

A queixa do furto foi registrada pelo cabo/PM cearense João de Sousa Maurício, de 36 anos, integrante da Força Nacional.

De acordo com o militar, na manhã de sexta-feira ele estacionou na avenida Brasil o GM/Celta, prata, quatro portas, modelo Spirit, ano 2006/2007, placas HSG-1273, de propriedade de Maria Amélia Velásquez Aguayo e se dirigiu à agência do Bradesco para ver sua movimentação bancária.

Na agência ele diz ter permanecido por aproximadamente dez minutos e ao sair percebeu que o carro havia desaparecido.

Conforme informações, o veículo estava sob responsabilidade do sargento/PM Elton Luiz Guimarães Fanfa, também integrante da Força Nacional.

Desde o furto, equipes da Força Nacional vêm tentando recuperar o automóvel, o que explica operações que estão acontecendo em Ponta Porã, numa das abordagens, o radialista Tião Prado acabou sofrendo constrangimentos e denunciou o abuso na Polícia Civil.

Ferros-velhos e depósitos de reciclagens em Ponta Porã vêm sendo invadidos por equipes da Força Nacional, que não está economizando viaturas nas buscas, por serem de fora, os policiais estariam acreditando que o carro roubado possa estar num destes locais.

DE CALÇÃO

Segundo informações em um depósito de reciclagem da rua Marechal Floriano o grupo utilizou pelo menos seis veículos oficiais, o fato de alguns policiais descerem de short dos camburões chamou a atenção dos transeuntes.
O que está causando o reboliço é a forma como o carro chegou às mãos do cabo PM João Maurício.

O automóvel, que seria vinculado a Nelson Loureiro da Silva, foi depositado judicialmente no ano passado pelo Juizado Federal de Novo Hamburgo (RS) a um delegado da Polícia Federal de Ponta Porã, que por sua vez o repassou sob cautela provisória para o sargento PM Elton Fanfa, “para uso em serviço pela Força Nacional de Segurança”, em virtude da Operação Sentinela.

O sargento assumiu responsabilidade sobre o carro e o confiou ao colega de serviço, que na sexta-feira acabou ficando a pé no centro da cidade, até ontem não havia informações sobre o paradeiro do automóvel.

Fontes da Polícia Nacional do Paraguai informaram ontem que a corporação tem conhecimento do furto, mas não confirmaram nenhum pedido de auxílio por parte da polícia brasileira.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE