PUBLICIDADE
Caarapó

Sindicato Rural de Caarapó aposta em viveiro de mudas

Sindicato Rural de Caarapó está apostando no viveiro de mudas para atender as necessidades dos produtores que precisarem investir em recuperação de matas ciliares ou projetos de reflorestamento.


 

O Sindicato Rural de Caarapó está apostando no viveiro de mudas para atender as necessidades dos produtores que precisarem investir em recuperação de matas ciliares ou projetos de reflorestamento. O viveiro foi iniciado há três anos através de convenio com as Empresas de Correios e Telégrafos (ECT) e a parceria foi consolidada em virtude dos excelentes resultados obtidos tanto pelos produtores quanto pela população.

Depois de um período de parceria com os Correios, o Sindicato Rural passou a trabalhar em conjunto com a Agrenco através de um convênio que funciona, nos mesmos moldes do anterior, ou seja, fornecendo gratuitamente mudas de espécies nativas da região para projetos de reflorestamento. As mudas são produzidas através de sementes colhidas nas arvores da reserva existente do Parque de Exposições Pedro Pedrossian, em Caarapó, onde o viveiro está instalado.

Apesar de as mudas serem direcionadas para atender os produtores rurais que necessitam fazer reflorestamento, desde a implantação são desenvolvidos projetos envolvendo a sociedade para a recuperação de matas ciliares. O Sindicato Rural de Caarapó, escolas do município e o Conselho Municipal de Meio Ambiente já implantaram com sucesso o trabalho nas nascentes do córrego Saiju, Engenho Velho e agora também no córrego no Periquito.

Todos os anos são produzidas 50 mil mudas e, nestes quatro anos de funcionamento, o viveiro já forneceu cerca de 200 mil mudas de árvores. O interessado pode procurar direto o Sindicato Rural e adquirir as mudas que estiverem à disposição sem nenhuma burocracia.

“O Conselho Municipal do Meio Ambiente também realiza o acompanhamento necessário para os projetos de recuperação das matas através de intercâmbio com as escolas do município”, explica Jesus Camacho, presidente do Sindicato Rural de Caarapó.

Ele destaca a importância deste trabalho não só para Caarapó como para toda região. “A preservação das matas nativas e nascentes de córregos e rios é um trabalho de suma importância para a melhoria de vidas das futuras gerações”, enfatiza Camacho. “Vale destacar ainda que a coordenação de todo o trabalho do viveiro está a cargo do engenheiro agrônomo Nilson Fiorenza, um dos idealizadores deste projeto e que muito tem trabalhado para melhorar as condições ambientais do nosso município”, finaliza.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE