PUBLICIDADE

Saca do milho em MS fecha novembro valendo 40% menos que em 2022

Os preços atuais não necessariamente representam os valores que o produtor está recebendo, uma vez que a comercialização ocorre gradualmente

| POR JOSé ROBERTO DOS SANTOS


Colheita do milho segunda safra em propriedade rural de MS; em novembro do ano passado saca do grão estava cotada a R$ 72,00. (Foto: Arquivo/Governo MS)

A saca do milho fechou o mês de novembro valendo em média R$ 43,10 em Mato Grosso do Sul, o que representou queda de 40,10% em relação ao valor médio de R$ 71,96 a saca no mesmo período de 2022. Os preços atuais não necessariamente representam os valores que o produtor está recebendo, uma vez que a comercialização ocorre gradualmente.

De acordo com as cotações disponíveis no site da Granos Corretora, as maiores valorizações no período ocorreram nos municípios de Maracaju e Dourados, com valorização nas ordens de 4,65% e 4,65%, respectivamente. O valor médio para o período foi de R$ 43,10/sc. Segundo levantamento realizado pela Granos, até 27 de novembro de 2023, o MS já havia comercializado 59,11% do milho segunda safra em 2023, que representa 2,89 pontos percentuais abaixo do índice apresentado em igual período de 2022.

A colheita do milho encerrou-se oficialmente no dia 27 de outubro, com três semanas de atraso. Pesquisadores da Fundação MS iniciaram no final de outubro o roteiro de viagens por Mato Grosso do Sul para apresentar os resultados da segunda safra e perspectivas para culturas do milho, trigo e sorgo. A previsão dos técnicos é uma colheita em torno de 11 milhões de toneladas do grão.

Semanalmente a Aprosoja/MS  (Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul), juntamente com o Governo do Estado de MS e a Famasul (Federação da Agricultura de MS) , divulgam dados ligados à agricultura sul-mato-grossense. As informações são coletadas pelos técnicos do Siga-MS (Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio) e enriquecidas com informações apresentadas por satélite e posteriormente divulgadas.

Segundo o boletim Casa Rural, publicado pela Famasul, as cotações do milho na bolsa de Chicago (EUA) desvalorizaram em todos os contratos no período de 20 a 27 de novembro deste ano. E o vencimento de dezembro/2023 foi cotado US$ 4,55/bushel com desvalorização de 2,99%.

Japão é principal destino das exportações

A exportação de milho de Mato Grosso do Sul totalizou 643,28 mil toneladas e faturamento de mais de US$ 139,36 milhões somente no mês de outubro.

Os cinco principais compradores do milho de Mato Grosso do Sul responderam por 84,98% da receita com exportações do cereal e valor de US$ 642,25 milhões. Somente o Japão correspondeu por 29,33% da receita com as exportações do cereal, com o valor de US$ 221,69 mil. Logo após vem a China e o Vietnã, com 24,16% e 13,52%, respectivamente.

Dentre os estados da federação, o MT foi o principal exportador de milho em 2023 com 51,42% da receita total exportada pelo país. O MS ficou com a quarta posição com 7,45% na participação nacional.

Preço médio do milho em MS de 20/11 a 27/11/2023- R$ por saca de 60 kg. (Gráfico: Boletim Casa Rural)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE