PUBLICIDADE

Plano MS+Criativo é apresentado nesta terça com a meta de dobrar PIB do setor no Estado

Em um primeiro momento, o conceito de Economia Criativa fora apresentado, para então reunir diversos segmentos em oficinas comandadas pelo Sebrae para que todos discutissem e tivessem voz. 

| GOVMS / PAULA MACIULEVICIUS DE OLIVEIRA BRASIL


Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (5), a partir das 17h, Mato Grosso do Sul vai conhecer o Plano MS+Criativo, o primeiro documento participativo do Brasil, elaborado pelos criativos sul-mato-grossenses com a Superintendência de Economia Criativa, Sebrae, Sesc, Sesi e Prefeituras Municipais. 

Para construir o plano, a Superintendência de Economia Criativa, pasta ligada à Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania) dividiu o Estado em regiões e visitou cada uma delas para colher as demandas e sugestões, além de levantar potencialidades e eventuais peculiaridades de cada área.

Com o lema “Onde tem talentos, têm oportunidades', foram realizados oito encontros regionais ouvindo artistas, criativos, artesãos, designers, pessoas ligadas à gastronomia, moda e tecnologia, arquitetura, fotografia, música, artes, e também gestores das regiões de Corumbá, Naviraí, Ponta Porã, Rio Verde, Campo Grande, Bonito, Dourados e Três Lagoas.

Em um primeiro momento, o conceito de Economia Criativa fora apresentado, para então reunir diversos segmentos em oficinas comandadas pelo Sebrae para que todos discutissem e tivessem voz. 

Plano MS+Criativo

Para espelhar as diferenças de cada indivíduo e setor, o documento foi construído em cima dos eixos: capacitação, gestão, financiamento, ambiente criativo, mercado, inovação, questão legal, Rota Bioceânica e Pantanal.

Com o plano em mãos, e posteriormente aprovado pela Assembleia Legislativa, a meta é de dobrar o PIB da Economia Criativa do Estado nos próximos quatro anos. 

“Nós queremos construir um plano que seja a cara do Mato Grosso do Sul, com as peculiaridades de cada região, para que isso possa realmente ser um plano que vai espelhar a nossa rica diversidade. A nossa meta é dobrar o PIB da economia criativa até 2026, que hoje no Estado é de 0,8, e transformá-lo em 1,6', explica Décio.

Economia Criativa

Economia Criativa é a junção de três elementos: cultura, tecnologia e economia, tudo isso baseado na criatividade do talento humano. Com um dos maiores especialistas do País à  frente, Décio Coutinho, Mato Grosso do Sul criou, no primeiro semestre de 2023, a Superintendência de Economia Criativa, pasta ligada à Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania).

Programação

O 1º Encontro Estadual de Economia Criativa será realizado no dia 5 de dezembro, a partir das 17h, no auditório do Sebrae, localizado na Avenida Mato Grosso 1661. O evento é aberto ao público, e não é necessária inscrição.

O evento inicia com apresentação cultural da Banda Ecoar do Sesc, seguido da abertura institucional e de falas da consultora do México Victória Contreas, e Edna dos Santos, da International Policy Advisor - Creative Economia & Development.

Depois tem painel com parceiros do Sistema S sob mediação do titular da Setescc, Marcelo Miranda, apresentação do Plano MS+Criativo 2030, e encerra com apresentação do Trio de Chorinho do Sesc.

Paula Maciulevicius, Comunicação Setescc


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE