PUBLICIDADE
Caarapó

Mãe e filha são agredidas e amarradas em Caarapó

Mulher e sua filha, um bebê de apenas 9 meses, passaram por momentos de terror na cidade de Caarapó.

| CAARAPONEWS


 

Sirlei Pereira Lima Moreira de 24 anos, e sua filha um bebê de apenas 9 meses, passaram por momentos de terror na manhã da última segunda-feira (21) em Caarapó.

Segundo Sirlei, ao chegar a sua residência que fica localizada na Rua da Saudade nº 380 na vila Planalto, por volta das 10h:30min, do mesmo dia, duas mulheres desconhecidas invadiram sua casa e passaram a agredir, ela e sua filha. As mulheres também cortaram seu cabelo com uma faca, amordaçaram e amarraram Sirlei e a criança juntas. Ainda segundo Sirlei, as mulheres apenas diziam que o primeiro recado havia sido dado por telefone, que esse era o segundo recado, e que o terceiro seria tirar o que ela tem de mais importante, que seria a filha.

Sirlei, mesmo amarrada conseguiu telefonar para seu pai Darci Pereira Lima (55), que chegou ao local juntamente com alguns vizinhos e a socorreu. A vitima conta ainda que sua filha de apenas 9 meses, estava rocha, devido a corda amarrada em seu pescoço, e que a mesma quase veio a falecer, segundo o médico que a atendeu.

 Para ela, a mandante das agressões seria a atual mulher de seu ex-marido, pois a mesma já teria a ameaçado por telefone há alguns dias atrás. Ela teria inclusive registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia local.

“O fato que mais me revoltou foi as mulheres terem agredido a milha filha de 9 meses, se estão com raiva descontem em mim e não em meu bebê que não pode se defender”, relatou Sirlei emocionada. Ela ainda disse que não reconheceu as duas mulheres, e conta que desde que se separou de seu ex-marido, passou a ser perseguida, "outro dia duas mulheres foram em meu serviço e me  ofenderam na frente dos clientes e do patrão, isso me fez perder o emprego", disse Sirlei.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Caarapó, que investiga o caso.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE