PUBLICIDADE
Caarapó

Coluna Paula Luisa - O dia do Farmacêutico

Farmacêutica Paula Luisa, escreve sobre o dia do farmacêutico, comemorado no último dia 20 de Janeiro.

| CAARAPONEWS


 

Dia 20 de janeiro foi comemorado “O DIA DO FARMACÊUTICO”. Da época das boticas até os dias de hoje, a profissão de farmacêutico, essencial para a qualidade de vida das pessoas, evoluiu de acordo com as necessidades da sociedade. Apesar de existir desde os primórdios da humanidade, foi apenas no século XII que a farmácia foi separada oficialmente da medicina e considerada uma profissão.

O farmacêutico  sempre foi considerado “amigo” da família. Com o crescimento da profissão farmacêutica, este conceito mudou e o profissional passou a desempenhar mais funções no mercado de trabalho. Um fator que auxiliou na distinção das áreas foi o ressurgimento das farmácias de manipulação, como atividade restrita do profissional farmacêutico. Naturalmente aconteceu o restabelecimento real deste profissional e conseqüentemente sua formação completa, que vai desde o preparo do medicamento até a sua comercialização, onde o paciente é corretamente orientado quanto ao uso e aos cuidados, e os médicos recebendo assistência farmacêutica com orientações quanto às dosagens, farmacologia e interações dos medicamentos.

A farmácia hoje tem por objetivo a promoção da saúde através da relação de confiança entre médico-farmacêutico-paciente. Com muita certeza, hoje se tem um tratamento altamente diferenciado na área de saúde e cada vez mais se fortalece o elo do farmacêutico com clientes e profissionais da saúde.

O objetivo principal da preparação de medicamentos pelo farmacêutico é a personalização de doses, respeitando o indivíduo como único, onde cada componente da fórmula está adaptado às suas necessidades. Para isso, os farmacêuticos que preparam os medicamentos necessitam de conhecimentos profundos sobre a arte de elaborar medicamentos e a realidade brasileira mostra no Brasil houve uma busca de maiores conhecimentos, colocando o País como referência mundial em manipulação.

Nos últimos tempos, muitas leis surgiram dificultando em um primeiro momento as atividades dos profissionais que atuam em farmácias de manipulação, mas após a adaptação às exigências dessa legislação, a farmácia e os farmacêuticos tornaram-se melhores em seu trabalho na busca da saúde para a população. Por todo esse trabalho, os farmacêuticos que dedicam sua vida à preparação de medicamentos estão de parabéns. E como o escritor Monteiro Lobato já se referiu: “O papel do Farmacêutico no mundo é tão nobre quão vital(...). O lema do farmacêutico é o mesmo do soldado: servir. Um serve à pátria; outro serve à humanidade, sem nenhuma discriminação de cor ou raça. O farmacêutico é um verdadeiro cidadão do mundo”

A farmácia Popular de Manipulação parabeniza à todos os seus e os demais profissionais FARMACÊUTICOS!!!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE