PUBLICIDADE

Federação confirma vaga e Dourados volta a ter representante na Copa do Brasil

A última vez que um douradense conseguiu a vaga no torneio aconteceu em 2016, com o Sete de Setembro

| ADRIANO MORETTO/DOURADOS NEWS


Foto: Franz Mendes/Divulgação/Arquivo

A classificação do DAC (Dourados Atlético Clube) na tarde de domingo (7/4), diante do Corumbaense, no Douradão, não só colocou a equipe local na inédita final do Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol, como também marca o retorno de um time do município na Copa do Brasil, competição nacional bem vista pelos clubes principalmente no aspecto financeiro. 

A última vez que um douradense conseguiu a vaga no torneio aconteceu em 2016, com o Sete de Setembro. 

Na época, o time superou o Operário na semifinal do Estadual e garantiu o direito de entrar na disputa no ano seguinte. 

Naquele mesmo campeonato, o clube acabou campeão estadual diante do Comercial. 

Com a vaga na Copa do Brasil assegurada, o time douradense agora encara o Operário de Campo Grande na decisão do Campeonato Sul-mato-grossense. 

O Galo, como é conhecido, venceu os dois jogos diante da Portuguesa e conquistou a vaga na decisão. 

Os duelos acontecem nos próximos finais de semana. 

Federação confirmou

Até a manhã desta segunda-feira (8/4) havia a dúvida se a segunda vaga na competição nacional ficaria com o vice, já que apenas o campeão estaria garantido, conforme aponta o regulamento.

De acordo com o vice-presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) e coordenador de competições, Marcos Tavares, a designação de vagas para a competição nacional pela CBF esclarece a questão.

“Quando elaboramos o regulamento do Campeonato Estadual Série A, em novembro de 2023 para o campeonato de 2024, não tínhamos ainda a publicação do regulamento Geral da Copa do Brasil. Por isso, apenas garantimos a vaga do campeão. Com a publicação por parte da CBF do regulamento, agora podemos afirmar que as duas vagas vão para Operário FC e Dourados AC, finalistas e garantidos na competição nacional”, disse, em nota encaminhada pela Federação.

Já para as demais competições que o Mato Grosso do Sul tem apenas uma vaga reservada, será apenas para quem ficar com o título. “Para a Série D do Campeonato Brasileiro e para Copa Verde, a vaga sul-mato-grossense é destinada ao campeão estadual”, completa. 

Operário e DAC garantem, pelo menos R$ 785 mil, valor destinado esse ano para a primeira fase da Copa do Brasil. Se avançarem, a premiação aumenta.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE