PUBLICIDADE

Prefeitura de Caarapó faz encerramento de gincana cultural e premia estudantes

| ASSESSORIA/DILERMANO ALVES


Estudantes e autoridades na solenidade de encerramento da gincana cultural Game do Vale, em Caarapó. Foto: Fernando Rodrigues

Na última quinta-feira (16), a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura de Caarapó, por meio do Departamento de Cultura, promoveu o ato oficial de encerramento da gincana cultural Game do Vale, projeto realizado no âmbito do Programa Cidade Empreendedora, parceria do município dom o Sebrae MS. A solenidade foi realizada na Câmara Municipal de Vereadores.

O ato reuniu o prefeito André Nezzi, o vereador Manoelito Bagaceira, que representou o Poder Legislativo municipal na cerimônia, a secretária municipal de Educação, Esporte e Cultura, Ieda Maria Marran, a chefe do Departamento municipal de Cultura, Ana Caroline Marques dos Reis, a diretora-adjunta da Escola Municipal Cândido Lemes dos Santos, Andreia Matos, e a coordenadora pedagógica da referida unidade escolar, Seila Marin Alves, que compuseram a mesa de honra do evento. A solenidade foi prestigiada pelos alunos participantes do projeto e convidados.

O projeto Game do Vale é resultado de parceria entre o município de Caarapó e o Sebrae, realizado na área cultural com a finalidade de levar estudantes da rede municipal de ensino a mergulhar na história do município, além de estimular, resgatar e despertar o interesse dos jovens caarapoenses pela história do município de maneira recreativa e dinâmica, assim como estimular a pesquisa e o protagonismo.

Os estudantes responderam a uma série de questões relativas à história do município, que foram avaliadas por uma comissão especialmente designada para esse fim.

Participaram do projeto 28 estudantes de 9º ano da EM Cândido Lemes dos Santos, que puderam consultar bibliografia básica para as respostas das questões no Departamento Municipal de Cultura e na Biblioteca Municipal.

Para o desenvolvimento do projeto, foram designadas duas comissões, integradas por membros da sociedade civil do município, sendo uma para elabora as questões e outra para avaliar o trabalho de pesquisa dos estudantes. A primeira foi composta pelos professores aposentados Adão Carlos Batista, Egídio Cariaga e Mário Duran Leitão, pelo professor da ativa Fernando Figueiredo Aguillera, além do jornalista Dilermano Alves e Manuela Cariaga Candado, de família pioneira do município.

A comissão avaliadora tinha como integrantes Adão Carlos Batista, Dilermano Alves, a professora Eliane Montanhere Baratella e a coordenadora de Educação Básica do município, Iracilda dos Santos Moreira Lomba.

Todos os participantes do projeto foram agraciados com medalhas de honra ao mérito. Os três primeiros colocados – Eduarda Vitória Rocha Bezerra, Carlos Eduardo Costa da Silva e Marciana Leite Querino – receberam como prêmio, respectivamente, um aparelho de telefonia celular, um relógio e um fone de ouvido.

Em discurso, o prefeito André Nezzi argumentou que é importante para os estudantes conhecerem a história do seu município.  “Nesse sentido, aprendem de onde veio o lugar onde vivem. Saber como era o município antigamente e como ele foi crescendo ao longo do tempo, conhecer os nomes de pessoas importantes que ajudaram a construir a cidade - quando a gente conhece a história, passa a gostar mais do lugar”, pontuou o dirigente, acrescentando que “ser cidadão de verdade é saber de onde vem o lugar em que se vive. Conhecer o passado ajuda no futuro”.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE