PUBLICIDADE

Foragidas da Justiça rompem tornozeleiras eletrônicas e acabam presas pela PM de Caarapó

| CAARAPó NEWS


Tornozeleiras apreendidas pela PM de Caarapó. Foto: 2ª CIPM

A Polícia Militar de Caarapó prendeu na noite deste sábado (1), uma jovem de 23 anos, a qual foi denunciada como foragida da Justiça.

Segundo o boletim de ocorrência da 2ª Companhia Independente da PM de Caarapó, por volta das 19h40, a guarnição da PM recebeu uma denúncia anônima dando conta que em um estabelecimento comercial, na Rua da Saudade havia uma funcionária que seria foragida da justiça.

Em checagem ao nome a PM constatou um mandado de prisão em desfavor da referida jovem.

Diante o exposto, a equipe deslocou-se até o referido comércio e em contato com a gerente essa confirmou que a referida jovem realmente estaria trabalhando lá. Em seguida a jovem foi chamada nos fundos do comércio visando não expor sua imagem.

Posteriormente a equipe realizou a verbalização e abordagem sobre o mandado de prisão expedido pela Vara de execução penal do interior.

Na ocasião a jovem informou que rompeu a tornozeleira eletrônica e que o equipamento estaria em sua casa.

Já na sua casa a tornozeleira eletrônica foi entregue por sua avó. Porém, a senhora informou que havia outra tornozeleira e que esta seria de sua filha a qual foi presa juntamente com a referida jovem por tráfico de drogas, e que ela também estava foragida por ter rompido a tornozeleira.

A senhora entregou a tornozeleira da filha e ainda informou o endereço dela.

Em seguida a jovem encontrada no comércio foi encaminhada para a delegacia de Caarapó sem lesões corporais.

Segunda prisão

Após a prisão da jovem de 23 anos e com a informação da outra mulher que se encontra foragida, conforme informou a própria mãe, a equipe PM tendo recuperado a tornozeleira da mulher de 43 anos, os policiais se deslocaram até o local informado e visualizaram a referida pessoa na área da residência.

Em ato contínuo ela foi chamada e após verbalização foi informada sobre o mandado de prisão em seu desfavor.

Diante do fato ela foi presa e encaminhada para delegacia juntamente da tornozeleira para providências cabíveis e sem lesões corporais.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE