PUBLICIDADE
Caarapó

TCE reprova contas do prefeito de Caarapó

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE), apurou irregularidades em 11 de 23 processos julgados na sessão de ontem, entre eles o do Prefeito Municipal de Caarapó, Mateus Palma que terá que devolver 8,3 mil aos cofres públicos.

| CAMPOGRANDENEWS/TCE


 

O TCE (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) apurou irregularidades em 11 de 23 processos julgados na sessão de ontem, terça-feira (11). As irregularidades chegam a R$ 157 mil. Este montante deve ser devolvido aos cofres públicos por um ex-secretário de estado, dois prefeitos e dois ex-prefeitos.

Conforme o TCE, R$ 91,7 mil devem ser devolvidos pelo ex-Secretário de Estado de Cultura de Mato Grosso do Sul, Silvio Aparecido Di Nucci. O dinheiro está relacionado a auxílio financeiro concedido pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais do Estado de Mato Grosso do Sul) ao Projeto Cultural intitulado “Circuito Voz e Violão da Música Urbana Sul-Matogrossense”. O TCE apurou que não houve a comprovação dos gastos e da realização do projeto.

O Tribunal reprovou, ainda, a prestação de contas do prefeito de Amambai, Sérgio Diozébio Barbosa, que totaliza R$ 42,7 mil. O dinheiro refere-se a contrato firmado com a empresa Auto Posto Berlitz Ltda.

O ex-prefeito do município de Itaquiraí, Edson Vieira também terá que devolver dinheiro. O TCE reprovou as contas do exercício de 2003 no valor de R$ 14,2 mil, referentes à contratação de uma empresa para prestar serviço de transporte escolar.

Já o prefeito de Caarapó, Mateus Palma de Farias, terá que devolver R$ 8,3 mil, referentes à aquisição de material de construção por meio de contrato firmado com a empresa Olifer Caarapó Materiais de Construção Ltda. Todos terão, ainda, que pagar multa.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE