PUBLICIDADE
Caarapó

Policiais civis fazem operação “tartaruga” também em Caarapó

Policiais Civis de Caarapó e de todo o Mato Grosso do Sul iniciaram na manhã de hoje uma operação "tartaruga" em todas as delegacias do Estado.

| CAARAPONEWS/DOURADOSINFORMA


 

Policiais Civis de todo o Mato Grosso do Sul iniciaram na manhã de hoje uma operação “tartaruga” em todas as delegacias do Estado. A idéia é reduzir a carga de trabalho, passando a atender apenas os casos de extrema urgência. Em Caarapó, os policiais devem reduzir em 50% os serviços de registro de ocorrência.

A manobra faz parte das manifestações da categoria contra a proposta de 3% de reajuste salarial apresentada pelo governo do Estado. Os policiais civis caarapoenses estão distribuindo panfletos explicativos à população, que traz informações sobre a situação da Polícia Civil no Estado. A categoria não tem aumento salarial há três anos.

A panfletagem acontece simultaneamente nas principais cidades do Estado. Caso não haja avanço nas negociações, a categoria deverá decretar greve a partir da próxima semana. O indicativo de greve já foi aprovado nesta semana em assembléia, em Campo Grande.

Os policiais civis têm duas reivindicações básicas: querem um salário para policiais, escrivães e papiloscopistas que seja o equivalente a 40% do vencimento de um delegado, de R$ 7,2 mil. Isso elevaria o vencimento desses servidores de R$ 1,6 mil para R$ 2,8 mil, e significaria um ganho salarial de 75%.

A categoria também quer que o governo crie mais uma classe de salários entre os agentes. A 4ª categoria seria para os que entrassem por concurso público a partir de agora, que ganhariam o que hoje recebem os servidores da Polícia Civil em início de carreira: R$ 1,6 mil. A criação dessa classe elevaria simultaneamente os salários dos mais antigos na corporação.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE