PUBLICIDADE
Caarapó

Mulher é seqüestrada em Dourados, carro encontrado em Cpó

Mais um seqüestro relâmpago seguido de assalto em Dourados. Veículo mais uma vez é encontrado em Caarapó.


 

Uma mulher foi vítima de seqüestro relâmpago na tarde de hoje em Dourados, por uma pessoa que inicialmente teria a intenção de roubar seu automóvel. O fato ocorreu na avenida Marcelino Pires, na região central da cidade, sendo que a vítima foi abandonada em uma estrada entre Nova América e Caarapó.

Conforme o boletim de ocorrência, a mulher (de 30 anos de idade) entrava em seu automóvel – um Honda Civic – por volta das 14h30, quando foi abordada pelo autor, que tinha uma faca e dizia não querer machucá-la, mas que roubaria o carro para revender no Paraguai.

O autor chegou a se colocar sobre a vítima, forçando-a a deitar no assento dos bancos, ameaçando-a com uma faca. A mulher chegou a usar os pés para tocar a buzina do automóvel, mas não foi ouvida. Sentindo falta de ar, ela acabou se subjugando ao assaltante, que apertava o seu pescoço. O autor não sabia dirigir o carro por conta do tipo de câmbio, obrigando a vítima a guiar o mesmo, sob ameaça de a estuprar e matar.

O assaltante revelou que levaria o veículo ao Paraguai, onde o mesmo seria vendido por R$ 6 mil. Em seguida, pediu à mulher que lhe arrumasse R$ 3 mil que a soltaria e devolveria o veículo. A vítima pediu que voltassem a Dourados para conseguir o dinheiro, mas o assaltante disse que ela poderia sacar o valor em Caarapó. Quando estavam entre Nova América e Caarapó, o autor ordenou que ela virasse à direita e, por várias vezes, ameaçou dar um tiro na mulher, dizendo que estava armado.

Dois quilômetros após saírem da rodovia, o autor abandonou a vítima, retornando então com o veículo. A mulher andou até uma casa, a alguns quilômetros, onde pediu ajuda ao cunhado e às autoridades policiais.

Em buscas pela região, os policiais localizaram o automóvel em uma estrada de acesso à fazenda, à qual quando passaram estava com a porteira aberta – mas acabou trancada momentos depois.

Segundo a vítima, o autor era moreno claro, com aproximadamente, 1,75 metro e magro, e trajava calça jeans, camiseta amarela e boné branco, e exalava cheiro e bebida alcoólica.

Na semana passada a defensora Santina Domingues de Oliveira, foi vítima de seqüestro parecido. Ela foi surpreendida por um homem que estava armado com uma faca e obrigada a entrar no veículo um Honda Civic também. Ela foi abandonada em uma estrada vicinal do distrito de Nova América, no município de Caarapó, enquanto o seqüestrador fugiu, levando o veículo, todos os documentos e o telefone celular da vitima.

Depois de andar muito, Santina conseguiu chegar até a BR 163, onde pegou uma carona e foi até Dourados, onde denunciou o caso no 1º Distrito Policial. Logo depois a Polícia foi informada de que o veículo havia sido localizado na rua Projetada 4, no jardim Vitória, em Caarapó, com o para choque amassado e um dos pneus furado. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE