PUBLICIDADE
Caarapó

MS vai investir R$ 24 milhões em casas populares

O secretário de Estado de Habitação, Carlos Marun anunciou 153 unidades habitacionais para Caarapó, e também para outros municípios

| MS/NOTICIAS


 

O secretário de Estado de Habitação, Carlos Marun recebeu, no último dia (26) em seu gabinete, o Deputado Federal Geraldo Resende (PMDB) para tratar de questões concernentes ao setor habitacional nos municípios de Dourados, Caarapó, Juti, Naviraí, Itaporã, Douradina, Eldorado, Iguatemi, Amambaí, Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante.

Segundo Marun, o Governo do Estado está desenvolvendo ações em todos esses municípios, seja com obras em andamento ou a contratar. Abaixo segue a relação de obras por município.

Caarapó - Serão 124 casas urbanas e 29 unidades rurais, totalizando 153 unidades habitacionais. Os recursos empregados giram em torno de R$ 2 milhões. Aqui os recursos investidos vieram do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) do ano passado, de Emendas ao Orçamento Geral da União e do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH) deste ano.

Dourados - O município contará com 733 unidades habitacionais, distribuídas em 280 casas indígenas, 124 unidades rurais, 6 casas quilombolas, 40 casas urbanas, 183 unidades na modalidade de arrendamento (PAR / Indaiá) e por fim, prestará assistência técnica na construção de mais 100 unidades habitacionais.

Serão investidos aproximadamente 10 milhões de reais vindos do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social dos anos de 2005 e 2008, do Programa de Arrendamento Residencial (PAR), do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) do ano de 2007 e dos governos estadual e municipal.

Juti - Nesse município serão empregados recursos do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH) dos anos de 2007 e 2008, somados as contrapartidas estaduais e municipais que são de quase R$ 700 mil para a construção de 40 casas urbanas e 28 unidades rurais.

Naviraí - Mais 34 casas populares serão entregues ao município. Com investimentos de R$ 425 mil vindos do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social – PSH/2007 e aporte de contrapartida estadual e municipal.

Itaporã - A parceria entre os entes federativos através do PSH/2007 prevê a edificação de 450 unidades habitacionais. Serão empregados cerca de R$ 2.250.000,00 em casas urbanas.Douradina - No distrito de Bocajá serão edificadas 10 unidades habitacionais, também com recursos do PSH/2007, no valor de R$ 120 mil aproximadamente.

Eldorado - Cerca de R$ 643.850,00 serão investidos na construção de 9 casas rurais e 50 casas urbanas, sendo que esses recursos são oriundos da parceria do Governo Estadual Municipal e do PSH/2008.

Iguatemi - Já em Iguatemi serão 31 unidades habitacionais construídas com recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social – FNHIS/2008 e contrapartida estadual no valor de R$ 485.974,00, além da doação do terreno com infra-estrutura feita pelo município.

Amambaí - Os recursos serão empregados para a construção de 273 unidades habitacionais, no valor de cerca de R$ 3.490.000,00 e virão do governo federal, através dos programas: Crédito Solidário, FNHIS/2007 e PSH/2008, somados aos recursos estaduais e municipais. Entre as edificações estão: 54 casas rurais, 93 casas indígenas e 126 casas urbanas.

Nova Alvorada do Sul - Trezentas e Seis - esse é o número de unidades habitacionais que serão entregues a Nova Alvorada do Sul. Deste total, 155 são casas urbanas e 151 casas rurais.

Quase três milhões e cem mil reais serão investidos nessa obra. Os recursos vieram da parceria entre município, Estado e União. Sendo que os recursos federais vieram através dos programas Crédito Solidário, PSH 2007 e 2008.

Rio Brilhante - Nesse município o Governo do Estado participará com aporte de recurso financeiro no valor de R$ 98.490,53; somado ao Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social de 2007 no valor de R$ 900.000,00 que totalizarão R$ 998.490,53 e serão empregues na construção de 68 unidades habitacionais. Nesse empreendimento o município participa com a doação do terreno com infra-estrutura.

Já através da Resolução nº. 518 que regulamenta a aplicação dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), Rio Brilhante receberá aporte financeiro no valor de R$ 207 mil do Governo do Estado, para a construção de 138 casas populares.Somando todas as unidades edificadas nesses 11 municípios chegamos a mais 2323 casas que serão entregues a população sul-mato-grossense com um investimento aproximado de R$ 24 milhões e 400 mil.

O secretário garantiu que assinará ordens de serviços até junho em todos os municípios exceto Rio Brilhante. “Estaremos assinando essas ordens de serviço até o mês que vem para que, assim, venhamos a cumprir as datas definidas pelo período eleitoral” esclareceu Carlos Marun.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE