PUBLICIDADE
Caarapó

Câmara de Caarapó pode ter 11 vereadores em 2009

Câmara de Caarapó pode passar a ter 11 vereadores a partir do ano que vem, contra os 9 atuais.

| CAARAPONEWS


 

A Câmara de Caarapó pode passar a ter 11 vereadores a partir do ano que vem, contra os 9 atuais. É que a Câmara dos Deputados aprovou na noite de terça-feira por 419 votos favoráveis, oito contrários e três abstenções, em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição que aumenta o número de vereadores no país dos atuais 51.748 para 59.302.

A proposta depende ainda da segunda votação. Aprovada em segundo turno, a matéria ainda precisa ser aprovada em dois turnos pelo Senado e promulgada antes do início das convenções partidárias, que começarão no início de junho, para valer para as eleições municipais de outubro próximo.

A PEC também estabelece que o número mínimo de vereadores será de nove para municípios com até 15 mil habitantes e o máximo será de 55 vereadores para municípios com mais de 8 milhões de habitantes. Embora aumente o número de vereadores, a proposta reduz os gastos com as câmaras municipais, que poderão gastar o máximo de 4,5% do orçamento municipal e o mínimo de 2%. Atualmente, elas podem gastar de 4,5% a 8% dos orçamentos municipais.

De acordo com o relator da proposta, deputado Vitor Penido (DEM-MG), a PEC é moralizadora e disciplinadora. “Moraliza porque corta gastos com as câmaras municipais e disciplina porque aumenta o número de vereadores em cidades maiores, dando mais representatividade. É isso que interessa à população: menos gastos e mais representatividade.”

As faixas de gastos com as câmaras municipais foram divididas em cinco, de acordo com a arrecadação dos municípios. Os municípios com arrecadação de até R$ 30 milhões por ano podem gastar com os legislativos municipais até 4,5% da receita. Arrecadação de R$ 30 a R$ 70 milhões – gastos de até 3,75%; de R$ 70 a R$ 120 milhões - gastos de até 3,5%; de R$ 120 a R$ 200 milhões - gastos de 2,75%; e acima de R$ 200 milhões os gastos podem ser de até 2% do orçamento.

De acordo com Vitor Penido, a média de gastos com os legislativos será de 2,87 % dos orçamentos municipais.

Pela PEC, cidades com até 15 mil habitantes elegerão nove vereadores; de 15 a 30 mil habitantes, que é o caso de Caarapó - 11 vereadores; de 30 a 50 mil - 13 vereadores; de 50 a 80 mil - 15 vereadores;de 80 a 120 mil habitantes – 17 vereadores; de 120 a 160 mil - 19; de 160 a 300 mil - 21; de 300 a 450 mil - 23 vereadores; de 450 a 600 - 25 vereadores; de 600 a 750 mil - 27; de 750 a 900 mil - 29; de 900 a 1,05 milhão - 31; de 1,05 milhão a 1,2 milhão - 33 vereadores; de 1,2 milhão a 1,3 milhão - 35; de 1,3 millhão a 1,5 milhão - 37; de 1,5 milhão a 1,8 milhão - 39 vereadores.

Os municípios com população entre 1,8 milhão a 2,4 milhões terão 41 vereadores; de 2,4 milhão a 3 milhões - 43 vereadores; de 3 a 4 milhões de habitantes - 45 vereadores; de 4 a 5 milhões - 47; de 5 a 6 milhões - 49; de 6 a 7 milhões - 51; de 7 a 8 milhões - 53 e com mais de 8 milhões de habitantes – 55 vereadores.

(Com informações da Assomasul)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE