PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapoense é indiciada por desacato e perturbação em Ddos

Jovem caarapoense é indiciada por desacato, ameaça e pertubação do sossego alheio em Dourados.

| DOURADOSAGORA


 

A problemática do som alto continua tirando o sossego da comunidade douradense. Na madrugada de hoje, a Polícia Militar foi acionada para conter um grupo de jovens que fazia barulho na Rua Viela, no Jardim Universitário.

A guarnição abordou os estudantes e pediu que eles abaixassem o som. Uma das jovens foi detida por desacato à PM.

Alice L, moradora em Caarapó e estudante em Dourados, foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil, ouvida em declaração e liberada para responder ao processo em liberdade.  Ela será indiciada pelos crimes de perturbação de sossego, ameaça e desacato.

Em Dourados, a perturbação de sossego vem tirando a paz das famílias, especialmente nos finais de semana. A orientação da polícia e da justiça é procurar a delegacia e registrar o Boletim de Ocorrência. A pessoa acusada é chamada a responder pelo crime passível inclusive de reclusão. A pena pode chegar a três anos de prisão. Dependendo do caso, o juiz pode arbitrar penas mais leves, como o pagamento de cestas básicas ou a prestação de serviços a entidades.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE