PUBLICIDADE
Caarapó

Menina diz que vai terminar o que maníaco começou

| DOURADOSAGORA


A página no Orkut, do rapaz de 16 anos que ficou conhecido como o "maníaco da cruz" está revelando o pensamento dos jovens que frequentam o site. Entre recados e ameaças, um se de destaca, o de uma menina que deixou falado que "vai concluir o trabalho dele".

As contas do garoto no Orkut são: Dog Hell, outra Banda Apocalipse, que estava em organização e outra com as inscrições: Dark Lacridegue. O "Maníaco da Cruz" participava de comunidades no Orkut como: ‘Um soco vale + q 1000 palavras’, ‘Eu Lambo meu sangue!’, ‘Eu odeio sol’, ‘Eu não tenho medo do seu deus’, ‘Sorrir deforma o rosto’, ‘Necrofilia’, ‘Tá comigo, tá sem DEUS!!!!!!!!’, ‘Comunidade das pessoas tristes’, ‘Eu odeio meu irmão’, ‘Eu adoro cadáveres’ e ‘A Noiva Cadáver’.

RETROSPECTIVA

Conforme noticiou o Douradosagora, a polícia deteve na madrugada de quinta-feira, por volta das 2h, o adolescente de 16 anos acusado de matar três pessoas em Rio Brilhante, por asfixia ou esganadura, e colocar os corpos em posição de crucificação.

Ele ficou conhecido como o "maníaco da cruz" e contou à polícia que era inspirado em outro homicida, o "maníaco do parque" - que matou pelo menos sete mulheres em São Paulo.

A informação foi obtida com exclusividade esta madrugada, pelo repórter Sidnei Lemos, o Bronka, do site Douradosgora, jornal O PROGRESSO e rádio 94 FM. Ele vem acompanhando de perto todos os casos.

De acordo com informações, o jovem - que se mostrou bastante "frio" -  foi apreendido por volta da 1h30, em casa, onde a polícia também encontrou objetos das três vítimas,  os quais ele guardava de lembrança, inclusive o da menina de 13 anos que foi encontrada morta esta semana num canteiro de obras naquele município. 

Durante depoimento na Delegacia, ele confessou a autoria dos três homicídios e disse que conhecia as vítimas. O acusado contou também que tem como ídolo o "maníaco do parque". Com o adolescente, a polícia ainda apreendeu uma foto grande do assassino de mulheres, preso em SP, além de fotos de mulheres nuas e outros materiais.

As investigações foram conduzidas por equipes da Delegacia do Menor  e da Homicídios, de Campo Grande, com o apoio da polícia de Rio Brilhante e de Dourados. Segundo informações repassadas à reportagem do Douradosagora, o acusado - que ficou conhecido como o "maníaco da cruz", foi encaminhado para a capital.

Entre julho e outubro, o adolescente matou três e sempre colocava os corpos com os pés juntos e braços abertos, como que crucificados. Esta semana, ele deixou uma mensagem, junto ao corpo da menina que dizia: "até o próximo inferno", "corpse Thor", entre outras.

Na casa dele, a polícia do Departamento de Homicídios da capital apreendeu objetos que pertencial às três vítimas, celular, blusa, entre outros, além de bilhetes onde ele escreveu quem iria morrer ou não e jornais com notícias sobre os homicídos

CONHEÇA OS CASOS
No dia 24 de julho, Catalino Gardena, de 30 anos, que morava na Rua Prefeito Teofanes, no bairro Trombine, foi encontrado morto em um terreno baldio na Rua Mohamed Ali, no centro daquela cidade.  

O corpo estava na posição de crucificação e com a inscrição INRI (Jesus Nazareno, Rei dos Judeus) feita à faca no peito da vítima.  Segundo a perícia ele foi morto com um golpe de faca no coração e enforcado com um saco de lixo.

Um mês depois, em  24 de agosto, uma jovem foi morta sobre um túmulo no Cemitério São Cristóvão, na Rua da Consolação, bairro Morada do Sol.

De acordo com a perícia, Letícia Neves de Oliveira, de 22 anos, que residia na Rua Maria de Jesus Teixeira, a 40 metros do local do crime, foi assassinada por esganadura. Ela também apresenta uma lesão no nariz. Provavelmente foi esmurrada antes de ser asfixiada. O corpo foi colocado sobre um túmulo, em posição de crucificação. O adolescente apreendido contou à polícia que Letícia reagiu à abordagem, por isto acabou sendo morta.

A terceira vítima "do maníaco da cruz" foi uma menina de apenas 13 anos de idade. O corpo de Gleice Kelly foi reconhecido nesta terça-feira pela mãe, mediante uma foto tirada pela perícia. Segundo divulgou o Douradosagora, a menina foi encontrada morta numa casa em construção na Rua Manoel Bento, no Conjunto Por do Sol. O corpo estava posicionado em forma de crucificação,  pernas juntas, pés cruzados e os braços abertos.

Em entrevista ao Douradosagora, a mãe contou que a filha saiu da residência, no Pro-Moradia, onde morava com uma tia, de 22 anos - para dormir na casa de uma amiga. Por volta das 22h, ela resolveu retornar para a casa dela. Saiu numa bicicleta e não chegou ao destino. A bicicleta dela foi encontrada ontem. (Com informações de Sidnei Bronka)

O MANÍACO DO PARQUE:

da Folha de S.Paulo -17/12/2000 - 19h04

O detento mais famoso da Casa de Custódia de Taubaté é o motoboy Francisco de Assis Pereira, conhecido como o "maníaco do parque", que foi preso em agosto de 1998 e condenado a uma pena de 121 anos por roubo, estupro e atentado violento ao pudor. Tal condenação é relativa aos crimes cujas vítimas sobreviveram.
O motoboy ganhou o apelido porque atraía suas vítimas com falsas promessas de emprego até o Parque do Estado, na divisa de São Paulo e Diadema, onde elas eram violentadas e, algumas, assassinadas.

Pereira ainda não foi julgado por nenhum dos sete assassinatos dos quais é acusado. Se for considerado culpado de todos, pode ser condenado a mais de 270 anos de reclusão.

O motoboy foi submetido a avaliação psiquiátrica em 1998. O laudo declarou-o imputável, e há cerca de um ano que Pereira espera ser levado a júri popular por assassinato. O primeiro processo deve ser o relativo à morte de Selma Ferreira de Queiroz.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE