PUBLICIDADE
Caarapó

"Cobrinha" comentou derrota durante visita ao CaarapoNews

O vereador José Carlos Fagundes, o "Cobrinha" (PTB), esteve visitando a redação do CaarapoNews na manhã desta sexta-feira (17), onde comentou sobre o fato de não ter conseguido se reeleger nas eleições do último dia 5 de Outubro.

| CAARAPONEWS


 

Por André Nezzi 

O vereador José Carlos Fagundes, o “Cobrinha” (PTB), esteve visitando a redação do CaarapoNews na manhã desta sexta-feira (17), onde comentou sobre o fato de não ter conseguido se reeleger nas eleições do último dia 5 de Outubro.

Segundo o vereador, faltou apoio por parte de seu partido (PTB), que hoje se encontra com pouca expressividade a nível estadual, como também por parte de deputados. “Eu e a Isabel (candidata a vereadora pelo PTB) não recebemos nenhum tipo de apoio do nosso partido ou de qualquer deputado, isso pesou muito, pois os demais candidatos todos receberam alguma ajuda dos parlamentares ou de seus respectivos partidos, infelizmente nessa eleição o poder financeiro pesou muito” afirmou.

“Cobrinha”, disse que a única ajuda que obteve foi por parte do prefeito reeleito Mateus Palma de Farias (PR), mas que não foi o suficiente para encarar de igual para igual seus adversários, “fiz uma campanha humilde e com os pés no chão, não cometi loucura como outros candidatos cometeram apenas para se manter ou chegar ao poder, os votos que recebi foram votos conscientes de pessoas que realmente votaram em nós pelo nosso trabalho ao longo desses quase quatro anos” disse.

Questionado sobre onde teria errado, o vereador respondeu que seu maior erro foi quando da eleição para deputado, ele teria deixado de apoiar Ari Artuzi (PDT), para apoiar Dirceu Lanzarini (PR), que não conseguiu se eleger na ocasião e que agora foi eleito prefeito de Amambaí. “Acabei fazendo uma escolha errada, para ajudar companheiros, se tivesse apoiado o Artuzi quando ele me procurou, com certeza teria recebido apoio agora”, lamentou.

Sobre o futuro político, “Cobrinha”, disse que vai cumprir seu mandato até 31 de Dezembro, onde pretende votar e indicar vários projetos que estarão em pauta e que depois deve voltar a trabalhar na prefeitura onde é concursado e que pretende negociar com o prefeito Mateus Palma (PR), algum cargo na sua administração.

O vereador também aproveitou a oportunidade para agradecer seus eleitores “gostaria de agradecer as pessoas que confiaram e votaram em mim, meus familiares e amigos que sempre estiveram ao meu lado e pedir desculpas a população em geral por algum eventual erro que possa ter cometido ao longo do nosso mandato” finalizou.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE