PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó supera meta de vacinação contra rubéola

A Secretaria de Saúde de Caarapó superou a meta de vacinação contra rubéola estabelecida na campanha de 2008, que era de 5.985 pessoas.

| ASSESSORIA


 

A Secretaria de Saúde de Caarapó superou a meta de vacinação contra rubéola estabelecida na campanha de 2008, que era de 5.985 pessoas. Foram vacinados 6.109 homens e mulheres – 124 pessoas acima do previsto.

Segundo o coordenador da campanha, que teve início em 9 de agosto e encerramento no último dia 7, foi realizada vacinação itinerante nas aldeias indígenas, fazendas, escolas e empresas, “o que contribuiu para a superação da meta”, afirmou. A campanha envolveu enfermeiras, agentes de saúde, técnicos de enfermagem, agentes de saúde e voluntários. Até o fim deste mês, a vacina ainda estará disponível nos postos de saúde, informou o coordenador Vilmar Batista dos Santos.

Conforme o Ministério da Saúde, a rubéola é uma doença infecto-contagiosa causada por vírus que atinge, principalmente, crianças. É transmitida por um vírus do gênero Rubivírus, da família Togaviridae.

Na maioria das vezes, a infecção pós-natal é subclínica, não produzindo sintomas. Quando presentes, os principais são: febre baixa, manchas avermelhadas na pele (exantema), ínguas na região do pescoço (inchaço dos gânglios linfáticos), perda de apetite, dor de cabeça, dores articulares e/ou musculares, coriza e tosse. É transmitida por contato direto com uma pessoa infectada ou com secreções do nariz ou boca do doente.

A rubéola pós-natal é uma doença benigna. O tratamento consiste em controlar a temperatura corporal por meio de banhos mornos ou frios, ingerir bastante líquido e fazer repouso.  É importante evitar contato com gestantes. A vacinação é única forma de prevenir a doença.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE