PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó capacita servidores da Saúde

| ASSESSORIA


 

Termina hoje em Caarapó o curso Capacitação Básica de Vigilância Epidemiológica promovido pela Secretaria Municipal de Saúde. O treinamento é ministrado pela coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul/Núcleo Regional de Dourados, Elba Matsui, e pelo instrutor do Centro de Desenvolvimento de Recursos Humanos do Estado, Jorge Kaku.  

Participam do treinamento 25 servidores da rede municipal de saúde, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários de saúde, com o objetivo de melhorar a capacidade de identificação e notificação de casos de agravos à saúde.

“Após o treinamento, os servidores estarão aptos a calcular as medidas em saúde coletiva, além de conhecimento e identificação de doenças e também analisar situações de saúde”, disse a instrutora Elba Matsui.

Combate à dengue

O Setor de Controle de Vetores da Secretaria de Saúde de Caarapó está concluindo as atividades de mobilização social da campanha de combate à dengue no Município. As ações são referentes à Semana Nacional de Combate à Dengue, estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Foram intensificadas as visitas domiciliares e realizadas reuniões educativas, visando alertar a população para os perigos da dengue e a forma de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

O coordenador do Setor de Controle de Vetores, Ivo Benites, diz estar preocupado com o problema. “Em Caarapó, as estatísticas indicam que o índice de infestação predial do mosquito Aedes aegypti, no mês de outubro de 2008, atingiu o patamar de 0,97%, e as condições climáticas atuais favorecem a proliferação do referido inseto, sendo que 60% dos focos estão sendo encontrados em utensílios de uso domésticos, os quais dependem inteiramente dos cuidados dos proprietários ou responsáveis pelos imóveis”, advertiu. “O índice de infestação acima de 1% não é considerado estável, havendo riscos de ocorrências de casos de dengue no município”, observou. 

Segundo Benites, o Setor de Controle de Vetores tem nove agentes de saúde, que atuam especificamente no combate à dengue. Há também agentes comunitários de saúde, pertencentes aos Programas de Saúde da Família, em quatro núcleos existentes na sede do município e nas Unidades de Saúde dos Distritos de Nova América, Cristalina e Aldeia Indígena.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE