PUBLICIDADE
Caarapó

Fluxo nas rodovias que cortam região aumenta 30%

O fluxo de veículos nas rodovias de Mato Grosso do Sul vem crescendo gradativamente.

| DOURADOSAGORA


 

O fluxo de veículos nas rodovias de Mato Grosso do Sul vem crescendo gradativamente. Na região da Grande Dourados, o movimento já é 30% maior em relação a épocas comuns.

 A Polícia Rodoviária Federal vem realizando ações para coibir o número de imprudência no trânsito, com a finalidade de evitar os acidentes, que já vitimaram dezenas de pessoas este ano. Em 2007 Mato Grosso do Sul registrou 44 acidentes, com duas mortes e 38 feridos.

De acordo com o chefe de comunicação da PRF, Ademilson de Souza Betinez, as principais imprudencias cometidas no trânsito de Dourados são: abusos de velocidade, ultrapassagem em faixa contínua, e a falta de cadeirinha para bebês. Este último será obrigatório apenas em 2010, mas a PRF já começa a alertar sobre os riscos.

Em Mato Grosso do Sul, além das equipes de escala nos Postos PRF, várias equipes extras também estarão prestando apoio à fiscalização atuando como "rondas". A BR163 será merecedora de uma atenção especial, é o que denominados de operação "saturação", ou seja, durante o período diurno, vinte pontos de fiscalização serão montados, devidamente dispostos com viaturas caracterizadas e cones colocados no meio da rodovia, ao longo dos 848 quilômetros desta rodovia que atravessa o Estado do Sul ao Norte e passa pelas duas principais cidades de Mato Grosso do Sul, responsável por cerca da metade dos acidentes, feridos e mortos em nossas estatísticas. Somente na BR163, pelo menos quatro radares estarão operando diariamente.

As outras rodovias também terão pontos fixos de fiscalização, mas em menor incidência, porém todas as dez delegacias PRF estarão operacionalizando radar e tem disponível etilômetro, para fiscalização de embriaguez no volante.Os policiais estarão atentos, principalmente, à imprudência relacionada a excesso de velocidade e ultrapassagens em faixa contínua, principais causas de acidentes nas rodovias federais.

A fiscalização será feita em postos fixos e móveis, por meio de rondas terrestres e aéreas, colocação de viaturas em trechos críticos e emprego de radares. Em todo o território nacional, serão empregados na operação um contingente de 10 mil policiais em escala de revezamento, duas mil viaturas e 10 helicópteros. A "Operação Natal/2008" em Mato Grosso do sul, conta com 343 Policias Rodoviários Federais divididos em forma de escalas, com 60 viaturas operacionais.

As novidades deste ano, além da quantidade de radares e etilômetros, ficarão por conta de patrulhamento pelo corpo de motociclistas com oito motocicletas (Harley Davidson: King Police 1600cc) que foram utilizadas nos jogos pan-americanos e que já se encontram sob a carga da Superintendência Regional, e também atenderão a tarefas de fiscalização na BR163, neste período.

A Polícia solicita participação da sociedade, não só os condutores, mas a todos os ocupantes do veículo a dividirem a responsabilidade com o trânsito na viagem. Esposa, esposo, filhos, parentes, amigos que estiverem viajando como acompanhantes também devem cobrar atitudes preventivas por parte do condutor. - "Se cada um contribuir um pouquinho, não há dúvida que o resultado vai ser muito positivo, com redução dos índices de acidentes, feridos e mortos neste final de ano, e durante o verão, lembrando também que respeito entre os condutores significa lição de cidadania colocada em prática", afirma o Inspetor Valter Aparecido Favaro, Superintendente da Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE