PUBLICIDADE
Caarapó

Comerciante é detido com cachaça que seria vendida em aldeia

O comerciante é detido pela Polícia Militar sob acusação de venda de bebida alcoólica na aldeia Te' Yukuê em Caarapó.

| CAARAPONEWS


  

O indígena Valter Vera, 43 anos, foi flagrado com uma caixa de cachaça na aldeia Tey Kue, em Caarapó. O produto foi apreendido às 12h40 de ontem, quando o ainda capitão da reserva, Zenildo Isnardi, acionou a PM (Polícia Militar).

Segundo a Polícia, Vera tem um comércio na aldeia, onde é proibida a comercialização de bebidas alcoólicas. O capitão Zenildo Isnade, 31 anos, ao ver as bebidas, pediu à Polícia que fosse ao local apreender as mercadorias.

Em operação feita no início da tarde, os policiais encontraram a caixa de cachaça, que continha 24 garrafas de 200 mililitros. Vera foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil, onde prestou depoimento acerca do caso.

Ele nega que os produtos seriam vendidos. Conforme a Polícia ele disse: “Eu bebo muito mesmo”.

Vera assinou TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) e foi liberado. A Polícia Civil irá investigar quem forneceu a bebida ao indígena, situação que contraria a lei.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE