PUBLICIDADE
Política

Azambuja: se André se aliar ao PT, PSDB disputa governo

| MIDIAMAX


 

O deputado estadual Reinaldo Azambuja, presidente regional do PSDB, esclareceu nesta manhã que não é intenção do seu partido disputar o governo do Estado nas Eleições de 2010. Os tucanos pretendem consolidar a aliança já existente com o PMDB e levar o governador André Puccinelli (PMDB) a apoiar e dar palanque para o presidenciável do partido. Porém, se o PT se aproximar, os tucanos terão candidato a governador.

“Nós do PSDB vamos lutar para ter o governador André Puccinelli do nosso lado. Se isso acontecer não disputaremos o governo, mas se houver o contrário estaremos na briga. O nosso interesse maior é eleger o presidente da República. Não pode faltar palanque para ele”, comentou o parlamentar nesta manhã durante sessão extraordinária na Assembléia Legislativa.

Ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve em Mato Grosso do Sul onde houve diálogo sobre as eleições. O governador André Puccinelli afirma ter sido sondado pelo presidente sobre a possibilidade de aliança com o PT no Estado. Petistas que estavam no local contestam a versão do André. Teria sido de André a iniciativa de puxar assunto sobre a aliança.

Azambuja crê na versão do governador e disse considerar a atitude de Lula natural. “Já era esperado por que eles querem eleger o sucessor do presidente”, comentou.

Porém, tal acontecimento, segundo Azambuja, em nada desestimula o PSDB. “Nós vamos lembrar o PMDB que nós é que fomos aliados de primeira hora dele e que os petistas fazem oposição”, comparou.

André Puccinelli declarou recentemente que está “bem namorado” pelo PT e PMDB e que pretende “leiloar” seu apoio entre os dois.

Azambuja cita que a escolha do PMDB não cabe somente a André Puccinelli, mas ao partido que historicamente tem mais afinidade com os tucanos do que com os petistas.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE