PUBLICIDADE
Caarapó

Polícia de Caarapó investiga suposto roubo de carreta

A Polícia Civil de Caarapó está investigando o suposto roubo de uma carreta ocorrido no pátio de um posto de combustível na cidade.

| AGAZETANEWS


 A Polícia Civil de Caarapó está investigando o suposto roubo de uma carreta ocorrido no pátio de um posto de combustível na cidade na semana passada.Segundo o motorista do veículo de carga, Ernando Gomes da Silva de 39 anos, residente em Francisco Alves no Paraná, o assalto teria ocorrido no início da madrugada do dia 28 de março, quarta-feira da semana passada, mas o fato só foi registrado no final da semana.

 Segundo a polícia o motorista teria relatado que estava dormindo no interior da cabine do cavalo mecânico Scania 112 de cor branco, ano 87, quando teria chegado dois indivíduos armados que anunciaram o assalto. Segundo a polícia a vítima teria informador que teria sido obrigado a deitar na cabine do veículo de carga sob a mira de arma de fogo enquanto um dos marginais teria assumido a direção da carreta.

 Ernando contou aos policiais que foi deixado próximo a cidade de Mundo Novo por volta das 5h30 da manhã do dia 28, mas ao invés de procurar a polícia, teria apanhado um Táxi que seria de um taxista de Guairá no Paraná que passava pelo local e retornado para Caarapó.

 O motorista teria relatado ainda, que ao invés de procurar a polícia, o motorista teria acionado seu patrão que reside no Paraná e se deslocado até o Paraguai para tentar reaver o veículo de carga.

 No sábado, 31, Ernando teria tentado registrar o roubo da carreta na Delegacia de Polícia Civil de Mundo Novo, mas não teria conseguido, só então retornou a Caarapó para registrar o caso. Segundo o delegado encarregado pelas investigações do caso, Dr. José Joel da Silva, titular de Polícia Civil em Caarapó, o proprietário da carreta teria informado que o veículo não tinha seguro.

 Para o delegado a história relatada pelo motorista está muito “desvirtuada”. Uma equipe da Polícia Civil de Caarapó, coordenada pelo próprio delegado, Dr. Joel, se deslocou nessa terça-feira para a região de Mundo Novo para tentar obter mais informações sobre o caso.

 Segundo o delegado o objetivo principal era ouvir o taxista que supostamente teria trazido o motorista da carreta roubada de volta a Caarapó no dia do crime. As investigações continuam.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE