PUBLICIDADE
Caarapó

Mulher morre após ter sido feita refém pelo próprio marido


O major da Polícia Militar George Henrique confirmou, na tarde desta sexta-feira, que a mulher mantida refém pelo próprio marido desde a manhã em Guarulhos, na Grande São Paulo, foi morta. A polícia não informou se a vítima, de aproximadamente 45 anos, levou um ou mais tiros e nem sabe em que momento isso ocorreu.


Por volta de 16h30, o homem, de 54 anos, entregou a arma que usava aos policiais pela janela da casa. Pouco tempo depois, ele saiu. O casal tem duas filhas, de 9 e 15 anos, que também estavam na casa. As meninas saíram da residência após a mãe ser baleada.


Equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), tropa de elite da PM, negociavam o fim do sequestro desde o fim da manhã. Para preservar a área próxima à casa, que fica na Rua Gilberto Dini, a polícia isolou parte da via. Carros do Resgate também estavam no local.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE