PUBLICIDADE
Caarapó

UFGD rejeita críticas por candidato perder a hora do vestibular

| DOURADOSNEWS


 

O reitor da Universidade Federal da Grande Dourados, professor Damião Duque de Farias, disse nesta manhã ao Dourados News que a Instituição “só tem a lamentar” o fato de que cerca de 1.500 candidatos não conseguiram chegar a tempo de participar do Vestibular realizado no último domingo. “Mas não podemos ser responsabilizados por isso”, acrescentou, em relação ao contingente que chegou após o horário de fechamento dos portões nos locais das provas.

Segundo ele, desde setembro, quando foi lançado o edital do vestibular, a UFGD passou a adotar todas as providências no sentido de garantir o acesso dos vestibulandos aos locais de provas. “Descentralizamos o processo para mais quatro cidades e abrimos sete locais só em Dourados, onde havia o maior número de inscritos; comunicamos todos os organismos de segurança e solicitamos providências em relação ao trânsito, organizamos o processo de controle da aplicação de provas; enfim, todas as providências foram tomadas”, observou.
Para o reitor, a UFGD está comemorando o sucesso do processo seletivo do último domingo. “Fechamos os números com um índice de abstenção da ordem de 15,9%, o mais baixo da UFGD e dentro da média nacional, que atinge até 20%. Sem contar que a cada ano estamos reduzindo ainda mais essa média e aumentando o número de candidatos e de cursos em pouco mais de três anos de existência da Universidade”, afirmou Damião.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE