PUBLICIDADE
Caarapó

CG: Discussão por causa de música termina em morte

| MIDIAMAX


Uma desavença por causa de música terminou em tragédia no início da noite de sábado (31) em um bar no bairro Jardim Corcovado em Campo Grande. O autor, identificado apenas como João Aparecido, 44, matou uma pessoa e feriu outra após ter sido empurrado quando começava a cantar com outros freqüentadores do estabelecimento, situado na avenida Bom Progresso. A informação é de moradores, os quais também disseram estranhar o comportamento de João, que não seria uma pessoa agressiva.
 

As informações do BO dão conta que o autor e as vítimas – Vagner da Conceição Cordeiro, 26, e Salvador de Arruda Teles – começaram a desentender no bar. Os ânimos se exaltaram a tal ponto que João foi à sua casa e se armou com uma faca. Ele retornou ao local e esfaqueou os dois desafetos. O crime ocorreu por volta das 18h.
 

Populares detalharam que a briga teve início depois de João ter sido empurrado por uma das vítimas – não souberam precisar qual das duas – quando tentava se juntar às pessoas que cantavam em uma roda de violão. A irritação do autor teve como desfecho a tragédia.
 

As testemunhas ainda contaram que Vagner, gravemente ferido, correu em busca de socorro e morreu em frente da casa mãe dele. Salvador conseguiu sobreviver e teria sido levado para o Hospital Regional Rosa Pedrossian, de acordo com o boletim de ocorrência. O hospital, no entanto, afirma que não há registro da entrada desse paciente.
 

João fugiu do local do crime e até o fechamento desta matéria ainda não havia sido localizado.
 

“Foi uma atitude inesperada. Ele [João Aparecido] não é uma pessoa violenta”, disse um morador, que pediu para preservar sua identidade


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE