PUBLICIDADE
Caarapó

Homem que matou mulher a garrafadas suicida-se em cemitério

| DOURADOSAGORA


Reginaldo Gonçalves de Oliveira, de 32 anos, foi encontrado morto esta manhã, por volta das 7h30, enforcado no cemitério de Rio Brilhante (MS). Ele amarrou uma corda numa grade e cometeu suicídio. Segundo a Polícia Civil, o indígena é acusado de matar a mulher a pancandas. Ana Cléia da Silva de Oliveira, de  35 anos, foi assassinada no dia 25 de janeiro. Ela foi golpeada na cabeça até morrer. A maior parte dos ferimentos foi no rosto da vítima. O corpo foi encontrado no prolongamento da Rua Prefeito Teofanes, a cerca de 50 metros do cemitério, no mesmo local onde Reginaldo escolher para cometer suicídio.


O acusado foi preso um dia depois e, em depoimento ao delegado Elias Pereira Soares, ele confessou a autoria do homicídio. Ele disse que o crime ocorreu depois de um dia de pescaria, em que o casal bebeu muito e passou a discutir por motivos banais.


Durante o depoimento, ele contou que deu uma garrafada na cabeça dela, vários socos, e a deixou caída na beira da estrada, indo dormir na casa de uma tia. Na manhã do dia seguinte foi para casa e acabou sendo preso pela polícia no período da tarde. Reginaldo disse que não sabia que a esposa estava morta. Ele se mostrou arrependido e estava deprimido. O acusado foi indiciado por homicídio, mas como escapou do flagrante, tinha sido liberado para responder ao processo em liberdade. O corpo de Reginaldo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE