PUBLICIDADE
Agronegocios

Produtor pode receber R$ 380 mil em indenização do BB

| CAMPO GRANDENEWS


Depois de ter seu nome indevidamente inserido como fraudador do Proagro (Programa de Garantia da atividade Agropecuária), o produtor rural Cláudio de Souza vai receber uma indenização no valor de R$ 380 mil. A decisão da 3ª Turma Civil do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul saiu hoje.


Tudo começou quando, no final de 1989, o produtor fez um financiamento com o Banco do Brasil, porém perdeu 80% de toda a safra devido a estiagem. No dia 21 de novembro de 1990, o seu nome foi publicado no jornal Diário da Serra (já extinto), como parte da lista negra dos produtores do Estado, com divulgação de dados sigilosos, que constavam somente no cadastro do banco.


No entendimento do desembargador Rubens Bergonzi Bossay houve danos materiais e morais em função do produtor ter o seu nome negativado para obter crédito na praça. O banco ainda pode recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE