PUBLICIDADE
Geral

Internet empata com tevês e já supera jornais, rádios e revistas, diz pesquisa

| MIDIAMAX


Pesquisa recente publicada nos Estados Unidos da América revela que a Internet já está em pé de igualdade com a televisão quando medidos os instrumentos tidos como principais fontes de notícias e, com folga, à frente dos jornais impressos, emissoras de rádio e as revistas.

Aqui no Brasil, segundo o Ibope, em janeiro do ano passado havia 21,1 milhões de internautas com computadores em casa. Já em dezembro, esse volume saltou para 24,5 milhões de aparelhos, isto é, 3,4 milhões a mais do que o registrado no início do ano.

A pesquisa dos EUA sustenta que a Web já havia superado os jornais impressos desde setembro de 2007.

Em artigo publicado pelo diretor de Análise de Mercado do Ibope Inteligência, Marcelo Coutinho, ele diz que cerca de 40% dos entrevistados na apuração do instituto americano Pew Research Center afirmaram obter a maior parte de suas informações sobre eventos nacionais e internacionais na Web, contra 35% que cravaram os jornais.

O estudo conta que a televisão e a Internet empatam (59% cada um) na preferência dos consumidores de notícias. Nessa pesquisa, os jornais surgem como terceira opção, com 28% dos entrevistados, a emissora de rádio, 18% e, as revistas, ficaram com 4%.

O executivo escreve ainda que é a primeira vez que isso acontece desde 2001, quando a pesquisa começou a ser feita.

Coutinho narra também que no Brasil “ainda estamos longe destes números [pesquisa americana], mas a tendência de aumento da importância dos meios digitais é irreversível”.

O raciocínio do diretor do Ibope Inteligência ganha força a partir da mostra do crescente número de “internautas domiciliares ativos” [o que tem computador em casa].

Pesquisa do Ibope indica que em 2000, nove anos atrás, no Brasil havia 4,9 milhões de computadores instaladas nas casas. Cinco anos depois, em 2005, havia 12,2 milhões de aparelhos instalados. E, em dezembro do ano passado, o número de computadores instalados nos domicílios dos internautas já somava 24,5 milhões.

Outro detalhe que reforça a idéia do executivo do Ibope: o tempo que o internauta fica ligado na Web.

Em 2000, diz a pesquisa do Ibope, o internauta ficava apenas 7 horas por mês ligado na Web.

Nove anos depois, em dezembro do ano passado, a rede passou a ser consultada entre 22 e 24 horas por mês.

O Brasil é hoje o sexto país em número de internautas, segundo levantamento do Ibope.

iniciaCorpo("15;12;16;13;17;14;18;15");

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE